Quarta-feira, 20 de Novembro de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Proprietários de tablados no rio Paranaíba recebem notificações por irregularidades

ter, 11 de junho de 2019 05:44

por Laura Alvarenga

Na última sexta-feira, 7, uma ação conjunta entre a Polícia Militar do Meio (PMMA) Ambiente, Marinha, Superintendência Regional de Meio Ambiente (Supram) e Secretaria de Patrimônio da União (SPU), notificaram mais de 50 proprietários de tablados presentes de maneira irregular às margens do rio Paranaíba.

De acordo com a PMMA, o processo foi executado através de uma determinação judicial no intuito de alertar os donos de tablados que não regularizaram a situação. A ação foi realizada formalmente no último fim de semana pelos órgãos competentes, ao fixarem os avisos nos respectivos tablados presentes no rio Paranaíba.

Proprietários de mais de 50 tablados irregulares foram notificados nos últimos dias

Proprietários de mais de 50 tablados irregulares foram notificados nos últimos dias

 

Segundo os órgãos oficiais, as irregularidades incluem diversos fatos, desde permanecer em águas públicas sem a posse de documento de autorização, poluição da água com o despejo de esgoto dos tablados, entre tantas outras.

Os proprietários têm o prazo de 48 horas para retirar todo o material do local, caso haja o descumprimento da determinação, a pessoa poderá ser multada e punida de acordo com as medidas cabíveis estipuladas pela Marinha brasileira. “Vai ficar à disposição da Justiça a decisão do que será feito com o proprietário”, ressaltou a Polícia Militar de Meio Ambiente.

A reportagem da Gazeta do Triângulo tentou entrar em contato com a Marinha para saber a respeito dos valores de multa e cumprimento de prazos, mas não obteve sucesso. A Polícia Militar do Meio Ambiente ainda disse à redação que “não há como definir o prazo exato de fiscalização após a notificação, isso pode durar de um, dois, três dias a uma semana”.

1 Comentário

  1. Janis Peters Grants disse:

    Prezada Laura Alvarenga,

    DOCUMENTEM-SE. Regularizem-se.

    Mas que a piscosidade abaixo da Emborcação, e acima, no Lago Azul, daqui Três Ranchos, de lá Araguari, está bem próxima de ZERO, é muito mais preocupante.

    Deveriam é FISCALIZAR RIGOROSAMENTE quem tem permissão de PESCA, e utilizam-se de redes quilométricas. Basta conferir nas feiras, e diligenciarem os freezers nas residências dos AUTORIZADOS, DOCUMENTADOS, REGULARIZADOS.

    Passamos horas em cima destes tablados, e nada de vermos nas águas, lambaris, mandis-chorões … se fizermos “ceva” com espigas de milho seco ou sacos de soja, estamos POLUINDO O RIO … que piada…

    Sugestão para matéria: Rio Jordão desembocando no Rio Paranaíba – ESGOTO DE ARAGUARI, e Rio Uberabinha, no Rio Araguari – ESGOTO DE UBERLÂNDIA… isso a FISCALIZAÇÃO não mostra.

    Atenciosamente,
    Janis Peters Grants. “Frequentador” do Rio Paranaíba, na Quinca Mariano, no Porto Barreiro, e em Três Ranchos, há pelo menos 30 anos.

Deixe seu comentário:

Cancelar Resposta