Terça-feira, 04 de Agosto de 2020
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Projetos culturais em formato digital são selecionados

sáb, 11 de julho de 2020 17:16

Da Redação

Esta primeira etapa do projeto contou com um recurso no valor de R$ 68 mil

Esta primeira etapa do projeto contou com um recurso no valor de R$ 68 mil

Foi publicado na edição do Correio Oficial do Município desta sexta-feira, 10, o resultado da seleção dos projetos inscritos no edital emergencial de chamamento público para seleção de propostas artísticas culturais. Desenvolvido pela Fundação Araguarina de Educação e Cultura (Faec), o projeto surgiu como um meio de auxiliar os artistas do município que sofrem com o cancelamento de shows e eventos devido às restrições impostas em combate à pandemia da Covid-19.
Pessoas físicas que atuam com projetos culturais puderam inscrever propostas relacionadas: às artes visuais e histórias em quadrinhos; artesanato e design; audiovisual, fotografia, comunicação, cultura digital, jogos e virtuais; biblioteca, arquivo, galeria, museu e centro cultural; circo; cultura afro-brasileira, etnia indígena e outras etnias; culturas tradicionais, folia de reis e quadrilha; dança; literatura, leitura e contação de histórias; música; dentre outras artes, para o público adulto ou infantil.
Tendo em vista que muitos profissionais encontraram nas lives, uma alternativa para dar continuidade às apresentações neste momento de isolamento social, a Proposta Artística Cultural tem o mesmo teor, e foi dividida em dois eixos. O primeiro, envolve apresentação individual, e em duplas, e o segundo eixo é direcionado de três a seis integrantes.

Faec já está em processo de organização da segunda fase do edital emergencial.

Faec já está em processo de organização da segunda fase do edital emergencial.

Com o objetivo de movimentar a cadeira produtiva cultural do município de maneira rápida e eficaz durante a pandemia, o projeto também visa auxiliar os agentes culturais que tiveram a renda fragilizada pelas medidas de isolamento e distanciamento social, podendo assegurar o direito ao aceso a bens e serviços culturais.
Conforme verificou a reportagem, o valor do recurso para a realização deste projeto é de R$ 60.850,00 proveniente de emenda individual impositiva/transferência especial, que será utilizado em sua totalidade no atendimento de 33 propostas. O recurso ficará distribuído da seguinte forma: faixa 1 – R$ 1.200,00 para proposta de apresentação individual/solo; faixa 2 – R$ 2.400,00 para proposta de apresentação em dupla/duo; faixa 3 – R$ 4.800,00 para proposta de apresentação em grupo/conjunto com no mínimo quatro e no máximo cinco integrantes; faixa 4 – R$ 1.045,00 para proposta que se enquadre na formação técnico-cultural.
Para o presidente do Conselho Municipal de Cultura, Diogo Machado, a proposta é benéfica tanto para a instituição quanto para os artistas contemplados. Ele ainda informou à reportagem da Gazeta do Triângulo, que a próxima etapa após esta divulgação, será a publicação deum credenciamento que os aprovados deverão realizar. Posteriormente, os recursos começarão a serem liberados a partir do dia 29 de julho.
“Temos conversado para que essa modalidade de incentivo a apresentações culturais por meio digital, seja algo constante que entre para o portfólio de incentivo e fomento da fundação. Mas, confesso que, foi um trabalho árduo, principalmente para a equipe que fez a classificação dos projetos. Agora, os artistas que não foram aprovados e não participaram já podem preparar os projetos para o próximo edital, que já deve ter previsão de ser lançado logo em seguida, em julho ainda, com mais de R$ 70 mil. Uma segunda etapa para atender propostas do mesmo padrão”, destacou o presidente do conselho.
Na oportunidade, o presidente da Faec, Rafael Guedes, parabenizou o trabalho de todos os envolvidos na seleção do edital emergencial que recebeu quase 120 inscrições em vários formatos de projetos. “Será atendido em torno de R$ 68 mil e já estamos preparando o segundo edital emergencial. Vale destacar que foi um recurso do deputado federal, Zé Vitor, para fomentar a cultura e ajudar os produtores e demais artistas locais nesse momento tão complexo, já que foram os primeiros a parar”, finalizou.

 

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: