Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Polícia Militar faz manutenção das células da rede de Proteção Preventiva

sáb, 21 de setembro de 2019 05:29

Da Redação

A rede de Proteção Preventiva foi implantada em Araguari em 2010, com o objetivo de reduzir a criminalidade por meio de ações preventivas. A ação vem passando por mudanças e conta com a adesão dos moradores que contribuem, de certa forma, como “os olhos dos militares nos bairros”. Na última quinta-feira, 19, por exemplo, a nova equipe responsável pelo projeto promoveu uma reunião com moradores do bairro Jóquei Clube.

Na oportunidade, os militares: sargento Humberto e Cabo Douglas repassaram dicas de segurança, fizeram a entrega de panfletos contendo informações importantes e em acordo com a Diretriz 03.03.11/2016 que diz respeito ao projeto. Além disso, foi apresentada a composição da equipe que atuará no município. “Estamos fazendo este primeiro contato e apresentando as mudanças da equipe e a modernização das ações do portfólio do projeto. Além disso, este é um momento para ouvir os anseios da população. Assim, estamos fazendo a manutenção das redes com o objetivo de trazer melhorias para a prestação de serviços, reafirmando a responsabilidade da população e dos militares com a rede.”

No bairro Jardim Panorama foi implantada a primeira célula de Araguari. Atualmente, são 58 células na cidade sendo que, neste mês, foram realizadas sete reuniões em bairros distintos. Durante os encontros, os moradores têm manifestado o interesse em adquirir o sistema de videomonitoramento comunitário, para trazer mais segurança e comodidade para as regiões atendidas pelo projeto. Seguindo a programação, na próxima terça-feira, 24, a reunião acontece no Jardim Regina. “Convidamos todos os moradores do referido bairro a participarem conosco desta reunião. Temos várias novidades para informar os munícipes e contamos com a participação de todos para que possam nos apresentar suas demandas.”

Sobre a ampliação do projeto para outros bairros, o militar ressaltou que inicialmente as células passarão por manutenção, mas as pessoas podem procurar o 53º Batalhão de Polícia Militar, para informar o interesse na adesão.

“O participante do projeto não tem gasto financeiro. O necessário é que haja união de várias pessoas da rua no projeto, pois é um vizinho cuidando do outro, relatando qualquer anormalidade e estamos recebendo a adesão em massa de todos os moradores os quais se sentem mais seguros e mais proativos com ações que estão sendo realizadas.”

Os moradores que aderem ao programa também recebem uma placa com a identificação de que o local faz parte da rede protegida, a qual é afixada em local visível. O projeto foi implementado primeiramente em setores residenciais e há quase quatro anos instituído em endereços que abrigam comércios.

A ideia central é que, na impossibilidade de a Polícia Militar estar em todos os locais ao mesmo tempo, os próprios moradores se organizem, conhecendo melhor os seus vizinhos e assim fazendo uma interação de forma solidária. Atualmente, várias cidades de Minas Gerais utilizam o projeto para reduzir qualquer tipo de modalidade criminosa. E, de fato, há indícios significativos de diminuição, principalmente quanto à roubos e furtos.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: