Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Polícia Civil de Uberlândia pede prisão do suspeito de matar araguarina no início do mês

sáb, 25 de maio de 2019 05:30

Da Redação| Com Assessoria

A Polícia Civil de Minas Gerais pediu a prisão do homem de 46 anos, suspeito de assassinar a dona de casa Raquel Araújo Tavares, 36 anos, numa padaria em frente ao Centro Socioeducativo de Uberlândia (Ceseu), no cruzamento das ruas Paraíso e Desafio, Jardim Sucupira, região do bairro Dom Almir, no dia 7 deste mês. A filha dela, de 19 anos, também foi alvejada e se encontra sob cuidados médicos. Uma criança de 7 anos que se dirigiu até o referido estabelecimento para comprar pães, se feriu de raspão.

Ataque criminoso ocorreu na manhã do último dia 7, deixando uma vítima fatal ** Divulgação

Ataque criminoso ocorreu na manhã do último dia 7, deixando uma vítima fatal
** Divulgação

 

A autoria dos homicídios (um consumado e um tentado) foi apurada em intensas diligências realizadas pela Delegacia de Homicídios do vizinho município, a qual levantou que a morte do trabalhador André Lucas Bezerra Machado, 19 anos, no dia 7 de abril, na avenida Coronel Theodolino Pereira de Araújo, região central de Araguari, motivou outro crime.

Logo após saber do assassinato do seu familiar, o suspeito teria prometido vingança. “Pedimos a prisão preventiva dele e as investigações continuam”, disse o delegado chefe do 9º Departamento de Polícia Civil, Marcos Tadeu Brito Brandão, encarregado das investigações.

De acordo o levantamento dos policiais, o homem teria se deslocado de Araguari e aguardado pela vítima, que pretendia visitar o filho de 14 anos naquela manhã, numa unidade especializada para menores envolvidos em atos infracionais graves.

Ao avistar a mulher no interior de uma padaria, se aproximou e efetuou vários disparos à queima-roupa. Ela não resistiu e faleceu no local. Como estava perto da mãe, a jovem também foi atingida, tendo passado por procedimentos cirúrgicos no Hospital de Clínicas da UFU.

Ainda conforme a investigação existe a suspeita de que o atirador tinha conhecimento que, na referida data, ocorreria a visita e, por isso, ficou de sentinela nas proximidades do centro de internação, provavelmente com o auxílio de um comparsa, que o aguardava em um veículo.

A reportagem apurou que os policiais constataram no local mais de dez disparos de pistola calibre .380.

 

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: