Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Pais recorrem ao MP para pedir fiscalização do transporte escolar na zona rural

sex, 15 de março de 2019 05:43

Da Redação

O início do ano letivo continua sendo motivo de preocupação para os alunos do município. Pais e responsáveis denunciam que o transporte escolar não está atendendo todas as unidades de ensino, situadas na zona rural. Diante disso, na última quarta-feira, 13, um grupo esteve no Ministério Público pedindo apoio quanto à fiscalização do serviço.

“Estamos nos organizando para levar nossos filhos para a escola, pois, não há veículos nas regiões mais afastadas como na Patrona, Bucaina, Barracão e assentamento Ezequias dos Reis. Em Ararapira tem um ônibus circulando. Diante disso pedimos que o serviço seja regularizado, porque é direito dos nossos filhos estarem na escola,” afirmou um pai que preferiu não se identificar.

Segundo ressaltou o secretário Werley Macedo, os veículos contratados estão prestando o serviço normalmente

Segundo ressaltou o secretário Werley Macedo, os veículos contratados estão prestando o serviço normalmente

 

Os moradores destas localidades questionam ainda a falta de ônibus para a APAE (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais). Outros alegam que não há monitor nos veículos para auxiliar as crianças e adolescentes. “As crianças estão perdendo aulas. Tem sido um grande transtorno,” ressaltou.

Para verificar a situação, a reportagem entrou em contato com o secretário de Educação, Werley Macedo, que confirmou a disponibilidade dos veículos e profissionais qualificados desde a última segunda-feira, 11, quando as escolas rurais – CEM José Inácio (Contenda), Justino Rodrigues da Cunha (Água Clara), Rosa Mameri Radi (Alto São João) e Ozório Vieira (Barracão) retornaram às aulas.

“O transporte escolar está disponível. As empresas ganhadoras da licitação estão cumprindo o cronograma no transporte dos alunos e professores na zona rural do município, mas infelizmente, estamos com alguns problemas relacionados à desatualização dos endereços cadastrados na matrícula de alguns alunos. Os motoristas fazem o percurso conforme estes dados registrados junto à secretaria de Educação,” ressaltou.

Diante disso, a orientação é para que os pais procurem a direção das unidades de ensino ou a própria secretaria de Educação, para atualizar as informações cadastradas e também obter informações sobre os pontos de embarque. “Existem particularidades que vamos organizar nesta primeira semana, pois, se tratam de novos profissionais e novas empresas que estão se readequando ao serviço. No caso da APAE, nós temos um convênio com a entidade, mesmo que não sejam alunos do sistema regular, nós estamos oferecendo o transporte normalmente,” ponderou.

Conforme ressaltou Werley Macedo, algumas adequações foram feitas para atender os alunos.  “Realizamos todo o processo conforme determinado em lei. Enfrentamos problemas no ano passado e trabalhamos para não prejudicar os alunos. Esperamos atender aos anseios dos moradores da zona rural e otimizar a ida de seus filhos, bem como dos professores para as escolas”, finalizou o secretário.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: