Quinta-feira, 27 de Junho de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Os 50 anos da arte de Júlio Monteiro é comemorado com extensa programação em Araguari

sex, 5 de abril de 2019 05:21

por Samara Arruda

O artista plástico Júlio Monteiro está celebrando seus ‘50 anos de inquietação pela arte’. É assim que está intitulada às atividades comemorativas, que tiveram início em meados de fevereiro. A programação conta com a realização de oficinas de desenho, ministradas aos alunos do Conservatório Estadual de Música e Centro Interescolar de Arte Raul Belém (CEMARB), e também dos Centros Educacionais Municipais Ondina Moutinho Vieira no bairro Gutierrez e José Inácio, localizado na Contenda.

Desenho Ex aluna Rosângela Gonsalves Dias

Os desenhos de ex-alunos serão expostos no Conservatório Estadual de Música e Centro Interescolar de Artes Raul Belém

 

Júlio Monteiro decidiu aos 19 anos que faria da paixão pelas tintas e aquarelas mais do que um hobby, e sim, um ofício. Professor no Conservatório Estadual de Música e Centro Interescolar de Artes Raul Belém, o artista se dedicou à docência ao longo da carreira. “O que sei foi porque alguém me ensinou, então também tenho que passar para as pessoas o que aprendi,” contou ele.

Para marcar meio século de dedicação à arte e sua paixão pela vida, também será realizada uma exposição no dia 23, quando o artista irá expor um acervo contendo mais de 40 trabalhos de ex-alunos e cerca de 85 memórias fotográficas registradas entre os anos 1992 à 2017. A exposição é aberta ao público e será promovida nas dependências do CEMARB.

“Escolhi fazer essa exposição no Conservatório, pois, lá é minha casa. Foi onde passei 32 anos da minha vida como professor e onde lecionei para várias pessoas que são especiais para mim. Ao longo destes anos, guardei vários trabalhos e pretendo fazer algumas homenagens àqueles que se foram. Através desta exposição, quero agradecer à todos e dar o devido valor ao alunos que merecem todo reconhecimento,” disse.

Seguindo a programação, no dia 24 acontecerá a comemoração dos 34 anos do Conservatório Estadual de Música no pátio da Igreja do Rosário. Na ocasião, alunos e professores promoverão performances musicais. Além disso, no dia 9 de maio, está prevista uma palestra sobre o Cerrado, ministrada por Júlio Monteiro no Centro Educacional Municipal Ozório Vieira Carrijo, situada no Barracão.

Vários outros eventos como mostras de trabalhos, oficinas artísticas, performances culturais e exposições fotográficas serão realizadas ao longo ao ano. A atividades comemorativas devem acontecer até abril de 2020, quando será promovido o lançamento do catálogo e vernissage “Cinco décadas de Inquietação pela Arte”, incluindo ainda as comemorações dos 35 anos do Conservatório Estadual de Música.

“Esta comemoração é uma forma de movimentar a cidade, nossas escolas e o próprio Conservatório. Me sinto feliz com meu trabalho e através disso, quero não só comemorar minha trajetória, mas dividir com as pessoas. Nós podem ajudar a sociedade através da arte e todos que acreditam nisso fazem a diferença,” ressaltou.

Durante toda a conversa, o artista expressou orgulho pela sua trajetória e se diz realizado. “Estou aposentado das salas de aula, mas não da arte. Quero continuar trabalhando, pois, foi assim que todos os meus sonhos se tornaram realidade, foi através da arte,” disse.

Júlio César Monteiro ingressou nas artes no ano de 1970, quando se matriculou em uma escola de nível técnico em Araguari, sua cidade natal. Em 1977, iniciou graduação em Educação Artística, na Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Sua atuação posterior sempre cruzou arte e educação. Em 1985, foi contratado pelo Conservatório Estadual de Música e Artes Raul Belém, como professor de desenho e pintura. O artista plástico realiza mostras de sua obra desde 1970. Entre 1995 e 2012, fez exposições itinerantes em espaços públicos de cidades da Itália e França.

 

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: