Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Órgãos públicos chamam atenção da sociedade sobre a importância da prevenção de incêndios

qua, 8 de agosto de 2018 05:28

por Mel Soares

Na manhã dessa terça-feira,7, no auditório da CDL, ocorreu o lançamento do Plano de Ações de Combate a Incêndios em Vegetação realizado por meio da parceria entre o Ministério Público de Minas Gerais e a 3ª Companhia do Corpo de Bombeiros.

Conforme informações divulgadas, em 2017, foram registradas 225 ocorrências relacionadas a incêndios em vegetação. Neste ano, são 146 notificações. O objetivo deste plano de ações é reduzir a incidência de queimadas com o apoio de órgãos públicos e da sociedade civil.

Capitão Fabrício, comandante da 3ª Companhia do Corpo de Bombeiros

Capitão Fabrício, comandante da 3ª Companhia do Corpo de Bombeiros

 

Segundo o comandante da 3ª Companhia do Corpo de Bombeiros, capitão Fabrício Silva Araújo, são feitas avaliações mensais e análises das ocorrências desta natureza dos últimos três anos. “Muitos imaginam que os incêndios se dão no intervalo entre março e outubro, e na nossa avaliação chegamos a conclusão de que eles acontecem de janeiro a dezembro, claro que, com menos intensidade durante o período chuvoso. No Brasil, entre março e outubro, temos a configuração de período de estiagem, seca, em decorrência das condições climáticas como altas temperaturas, o que provoca maior incidência.”

O capitão afirma que foram registrados até oito incêndios em vegetação por dia sendo que 40% das notificações do ano passado ocorreram em áreas rurais particulares. “Mais de 99% dos incêndios são provocados pela ação do ser humano.”

O cenário resulta em diversos transtornos na natureza, incluindo a falta de habitat propício para os animais. “Tivemos vários atendimentos de acidentes em rodovias e aparecimento de animais no perímetro urbano como o lobo guará, tamanduá bandeira, tatu e serpentes. Isso está associado a fatores como a degradação do meio ambiente, os incêndios florestais. Sendo assim, esse animal vai procurar refúgio no perímetro urbano o que pode gerar acidentes.”

 

O Plano de Ações de Combate a Incêndios em Vegetação inclui diversas atividades como palestras de conscientização nas escolas dos perímetros urbano e rural, treinamento de brigada de incêndio e blitz educativa.

A promotora de Justiça Lilian Tobias, que cuida de procedimentos ligados à Defesa do Meio Ambiente, esteve presente no evento e destacou a importância do trabalho em rede que objetiva obter resultados satisfatórios em curto espaço de tempo.

“Mais uma vez o capitão Fabrício se prontificou a ser parceiro nesta empreitada para que este número crescente de ocorrências de incêndio não continue acontecendo na nossa Comarca aqui em Araguari. Fizemos apenas um telefonema e ele prontamente promoveu a organização deste Plano, movimentando toda a cidade e região.”

A promotora reforçou sobre os aspectos de prevenção, mas também alertou acerca das punições geradas no caso de incêndios. “Na nossa legislação quem provoca e causa incêndio a pena é de dois a quatro anos. O responsável pode ser condenado a ter que indenizar pelo dano coletivo que causou e prejudicou toda a sociedade. Há também o processo administrativo, a multa.”

Participaram do evento, representantes do 53° Batalhão de Polícia Militar, 2° Pelotão de Meio Ambiente, 3º Grupamento de Polícia Militar Rodoviária, 2° Batalhão Ferroviário, 2° Pelotão de Bombeiros de Ituiutaba, 5° Batalhão de Bombeiros Militar, Batalhão de Bombeiros Militar de Uberaba, IEF – Instituto Estadual de Florestas, MGO Rodovias, secretaria municipal de Meio Ambiente, Projeto Girassol da secretaria municipal de Educação, Sindicato dos Produtores Rurais, CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas, Consep – Conselho Comunitário de Segurança Pública, ACA – Associação dos Cafeicultores de Araguari e Sindicato dos Produtores Rurais de Araguari.

Dicas preventivas

Ao passar ou ter contato com áreas de vegetação seca:

  • - Não fume
  • - Não acenda fogueiras, fogos de artifício ou balões
  • - Vigie qualquer objeto ou equipamento que gerar fagulhas
  • - Capine seu lote e jamais queime o mato
  • - Não lance restos de cigarros acesos pelas janelas de veículos ou no chão, em áreas rurais ou às margens das rodovias
  • - Evite o acúmulo de lixo em lotes vagos
  • - Faça aceiros

 

Se estiver próximo a um incêndio

  • -Proteja-se
  • -Ligue 193
  • -Siga as orientações do Corpo de Bombeiros Militar

 

São muitos os danos ambientais

  • - Causa a morte e machuca pessoas
  • - Causa a morte de animais e plantas
  • - Piora a qualidade do ar e causa doenças respiratórias
  • - Facilita erosões
  • - Danifica as nascentes d’água
  • - A fumaça prejudica a visão e causa acidentes nas estradas
  • - Causa prejuízos na lavoura

 

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: