Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Obras no Vieno: empréstimo do PAC 2 será investido em asfalto e sistema de drenagem pluvial

sáb, 1 de fevereiro de 2014 00:03
Projetos para obras de infraestrutura do bairro Vieno foram entregues na quinta-feira pelo Batalhão Mauá. Foto: Divulgação

Projetos para obras de infraestrutura do bairro Vieno foram entregues na quinta-feira pelo Batalhão Mauá. Foto: Divulgação

TALITA GONÇALVES – Mais uma etapa das obras de infraestrutura no bairro Vieno foi concluída na quinta-feira, 30. O 11º Batalhão de Engenharia de Construção, responsável pelo serviço, entregou os projetos de asfaltamento e drenagem pluvial, encaminhados pela prefeitura à Caixa Econômica Federal no prazo final para a análise.

O recurso desse investimento virá de um empréstimo por meio do programa Pró-Transporte PAC 2, no valor de R$ 6.265.175,62. A contrapartida prevista pela prefeitura é de R$ 329 mil. Essa dívida será parcelada em 240 meses e pode começar a ser paga depois de quatro anos com encargos de até 7,9% ao ano.

O financiamento foi aprovado pela Câmara em dezembro, porém, recebeu uma emenda: quem possui mais de duas propriedades no bairro perde o direito ao benefício do asfalto gratuito. A medida tem o objetivo de afastar uma possível especulação imobiliária na região.

É uma obra de peso. Com duração inicial de 16 meses, prevê mais de 11 mil metros de pavimento na avenida Urias Vieira dos Santos e ruas André Fernandes dos Reis, Antônio Batista da Silva (I e II), Carmen Candida Naves, Cabriúnas, Diolina Américo, Isolina Soares, Isolino Américo, José Luis França, José Monteiro, José Nocera, Marieta Vieira de Queirós, Moisés Antônio Naves, Natália Barbosa Dorneles, Olívio Vieira dos Santos, Romualdo Coelho e Vitória Régia.

O bairro Vieno é castigado ano após ano nos períodos chuvosos, principalmente devido à ineficiência do sistema de drenagem das ruas. “Uma adequação no projeto contemplou a construção de galerias pluviais, com isso a água da chuva é escoada para os bolsões, resolvendo assim o problema de alagamento,” comentou o secretário de Planejamento, Nilton Eduardo Castilho.

Segundo ele, o município deve aguardar a avaliação do departamento de Engenharia da Caixa e aprovação do financiamento pelo Tesouro Nacional. A expectativa é que a ordem de serviço saia no dia 30 de junho.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: