Segunda-feira, 27 de Maio de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Nos últimos sete anos, Araguari registrou 11 mortes em acidentes de trabalho

ter, 14 de maio de 2019 05:12

Da Redação

A cada 3 horas e 43 minutos, um acidente fatal de trabalho é registrado no Brasil. A cada 49 segundos, um acidente de trabalho é registrado no país. Os dados são do Observatório Digital de Segurança e Saúde no Trabalho, com base em informações da Previdência Social.

Considerando o período de 2012 a 2018, 11 mortes ocorreram em acidentes de trabalho no município de Araguari, duas em 2012, três em 2013, três em 2015, uma em 2017 e duas no ano passado. Não houve registro dessa natureza nos anos de 2014 e 2016, de acordo com o levantamento.

Número de acidentes de trabalho é alto no país ** Divulgação

Número de acidentes de trabalho é alto no país
** Divulgação

 

Ainda nesse período, 1.657 auxílios-doença por acidente do trabalho foram concedidos em Araguari. Segundo o Observatório, o impacto previdenciário desses afastamentos foi de R$ 10.003.411,49, com a perda de 206.039 dias de trabalho.

Entre 2012 e 2018, os setores econômicos com mais comunicações de acidentes de trabalho foram: abate de reses, exceto suínos (1.117 registros); administração pública (392) e setor de atendimento hospitalar (250 casos).

Os setores econômicos com mais afastamentos nesse período foram: abate de reses, exceto suínos (350); administração pública (84); transporte rodoviário de carga (61); fabricação de tanques; reservatórios metálicos e caldeiras para aquecimento (42) e construção de edifícios (36).

As lesões mais frequentes apuradas pelo Observatório Digital de Segurança e Saúde no Trabalho foram: corte, laceração, ferida contusa e punctura (997 ocorrências); fraturas (673); contusão, esmagamento (569); e lesão imediata (350 ocorrências).

Quanto aos motivos mais frequentes (acidentes ou doenças), a ordem ficou assim: fratura ao nível do punho e da mão (238 registros); fratura da perna, incluindo o tornozelo (145); fratura do pé, exceto do tornozelo (126); lesões do ombro (110) e fratura do antebraço (93 registros).

O Ministério do Trabalho mantém um observatório online com número de acidentes de trabalho, que podem ser consultados por qualquer pessoa através do site observatoriosst.mpt.mp.br.

FATALIDADE

No dia 12 de julho do ano passado, por volta das 7h, um trabalhador de 59 anos faleceu numa empresa localizada no bairro Bosque, após sofrer uma queda de aproximadamente seis metros de altura. Ele sofreu traumatismo craniano com afundamento de crânio e trauma na coluna cervical. A vítima tentava sanar uma pane no maquinário que manipula as peças de carne, se desequilibrou e caiu.

Em fevereiro de 2018, um homem de 46 anos morreu numa obra na região do bairro Paraíso. Ele sofreu uma queda de quase 3 metros de altura enquanto trabalhava.

PREVENÇÃO

Em abril, foi lançada a Campanha de Prevenção a Acidentes de Trabalho (Canpat 2019), uma iniciativa conjunta do Governo Federal, Ministério Público do Trabalho e entidades patronais e de empregadores. O objetivo da iniciativa foi alertar para o problema e estimular empregadores e trabalhadores a construírem ambientes mais saudáveis.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: