Quarta-feira, 26 de Junho de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Motos representam mais de 30% da frota de veículos em Araguari

sex, 15 de março de 2019 05:56

Da Redação

Crescimento causa reflexos no sistema de saúde do município

No Brasil existe uma moto para cada grupo de oito habitantes, conforme levantamentos do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Impressiona a forma exorbitante como cresceu essa categoria de veículo, que hoje toma conta das vias públicas.

Em Araguari não é diferente, tanto que o município figura entre os 150 primeiros do ranking nacional em motocicletas, se posicionando à frente de cidades até maiores em população, como Ribeirão das Neves, Santa Luzia e Poços de Caldas (Minas); Volta Redonda e Cabo Frio (Rio de Janeiro); Suzano (São Paulo), Camaçari (Bahia) e Linhares (Espírito Santo).

Mais de 26 mil motos trafegam pelo trânsito do município ** Divulgação

Mais de 26 mil motos trafegam pelo trânsito do município
** Divulgação

 

Num universo de 83 mil veículos, segundo dados atualizados em janeiro de 2019 pelo Denatran, Araguari possui 26.020 motocicletas, motonetas e ciclomotores, mais de 30% da frota em circulação (82.798 unidades).

Esse expressivo aumento na aquisição de motos está relacionado à facilidade no crédito, ao baixo preço das prestações e aos incentivos e isenções do governo federal ao mercado, além da deficiência dos serviços de transporte público nas cidades em geral.

Além de impactar o tráfego como um todo, este crescimento causa reflexos no sistema de saúde do município. Em Araguari, por exemplo, a média gira em torno de cinco acidentes por dia envolvendo condutores desse tipo de veículo. Ao final de cada ano os números são desanimadores, com vítimas apresentando sequelas das mais diversas lesões, além dos óbitos.

Situações de imprudência, como transitar entre carros em movimento, avançar semáforos e trafegar em velocidade incompatível com as vias, são flagradas a qualquer momento do dia ou da noite. Para quem passa a maior parte do tempo no trânsito, esta percepção é ainda mais clara. Sem contar que parte considerável desses condutores de motos não possui habilitação.

Além disso, a sinalização é deficitária em inúmeros trechos da cidade, especialmente nos cruzamentos das principais vias, onde ocorrem maioria dos acidentes. E muitas ruas e avenidas se encontram intransitáveis, também contribuindo para a ocorrência de sinistros com veículos.

 

1 Comentário

  1. Ney disse:

    Quantas estão com os documentos em dia???

Deixe seu comentário:

Cancelar Resposta