Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Mais um tombamento de caminhão é registrado na BR-050

qua, 20 de fevereiro de 2019 05:52

Da Redação

Quase 7% dos acidentes que ocorrem na BR-050 são de caminhões e carretas tombadas, segundo as estatísticas da concessionária responsável pela rodovia, ficando atrás somente das colisões, choques contra obstáculos, saídas de pista, capotamentos e quedas de motos.

Por volta de 7h, uma equipe da MGO se dirigiu ao trecho de Goiás, sentido Catalão/Araguari, onde um caminhão carregado de rocha (minério) tombou quando fazia uma curva. Não houve vítimas com ferimentos, mas por um período o tráfego ficou lento nas imediações.

O motorista teria relatado aos socorristas que, ao reduzir a velocidade para realizar a manobra no trevo, o sistema de freios sofreu uma pane e algumas rodas travaram, não conseguindo controlar o caminhão, que tombou à margem da pista, espalhando a carga pelo local.

A concessionária controlou o trânsito no referido trecho até a retirada do veículo e a limpeza da via, liberada normalmente no horário do almoço.

Caminhão teria sofrido uma pane no sistema de freios ** Divulgação

Caminhão teria sofrido uma pane no sistema de freios
** Divulgação

 

Foi o segundo tombamento de caminhão no prazo de uma semana na rodovia BR-050. O anterior havia ocorrido no sentido Uberaba/Uberlândia e envolveu um veículo que seguia com destino ao município de Araguari.

Devido à chuva, o condutor de 29 anos perdeu o controle da traseira do caminhão, que saiu da pista de rolamento. Por conta da manobra, bateu em um pedaço de concreto chumbado às margens da rodovia, invadiu o sentido contrário e tombou. Felizmente, o motorista e seu ajudante não se lesionaram.

CONTROLE DA VELOCIDADE

O motivo pelo qual tombamentos acontecem está em uma disciplina que se aprende na escola: a física. Basicamente, duas variáveis influenciam esse tipo de acidente: a primeira delas é a aceleração lateral, uma propriedade que, na prática, é a inclinação a que os corpos dos ocupantes de um caminhão estão submetidos quando o veículo faz uma curva – aquele “empurrão” que o motorista sente na direção para a qual está virando o volante; a segunda é a gravidade, a força máxima que um automóvel aguenta quando está sofrendo influência da aceleração lateral, que, no caso dos caminhões, é muito pequena graças ao peso das cargas. Quanto maior a velocidade do veículo, maior a gravidade.

Toda essa explicação serve para ilustrar que o segredo básico para se evitar derrapagens e instabilidades é um só: tirar o pé do acelerador e respeitar os limites de velocidade. A pressa é a melhor amiga do tombamento!

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: