Sábado, 24 de Agosto de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Juízes de Patrocínio e João Pinheiro presidem julgamentos populares hoje e amanhã em Araguari

qui, 18 de julho de 2019 05:30

Da Redação

Duas sessões do Tribunal do Júri estão programadas para hoje, 18, e amanhã, 19, na Primeira Vara Criminal da Comarca de Araguari. Na semana passada ocorreram dois julgamentos, mas na terça-feira passada a sessão precisou ser adiada.

Nesta quinta-feira, será julgado o acusado de uma tentativa de homicídio registrada em 28 de abril de 2013, na avenida Mato Grosso, região do bairro Miranda. O Ministério Público colocou que o denunciado portava uma arma de fogo e munições, de uso permitido, sem autorização e em desacordo com determinação legal, tendo efetuado dois disparos contra a vítima Clayton, não atingindo por circunstâncias alheias à sua vontade.

Que o acusado e um menor infrator, quando avistados pela guarnição policial em atitude suspeita num posto de combustível, na rua Augusto Capaneda, bairro Independência e ao visualizarem a viatura, evadiram rumo ao bairro Paraíso.

Pouco depois, os militares foram avisados por um transeunte que dois suspeitos se encontravam em um posto de combustível na avenida Mato Grosso, ocupando uma motocicleta Honda CG 125/Fan, cor preta, sendo que um deles portava uma arma de fogo.

No momento da abordagem, conforme o MP, o denunciado tentou fugir, porém foi perseguido pela vítima. Para tentar se livrar da perseguição, sacou o revólver da sua cintura e disparou na direção da mesma, por duas vezes, sem conseguir acertá-la.

A sessão de julgamento de sexta-feira também é de um homicídio tentado, ocorrido em 27 de outubro de 2010, na rua Paulo dos Santos, bairro Goiás. O júri chegou a ser marcado para agosto de 2016, mas foi adiado.

De acordo com o Ministério Público, a vítima cobrava uma dívida do acusado e estaria ligando e ameaçando o mesmo de tomar sua motocicleta. Quando o acusado conseguiu o dinheiro para fazer o acerto, a vítima não queria mais receber. Houve um desentendimento e os disparos de arma de fogo, não concretizando o homicídio por circunstâncias alheias à vontade do réu.

As sessões serão presididas pelos juízes Luiz Felipe Sampaio Aranha (hoje) e Bruno Henrique de Oliveira (amanhã), respectivamente vindos das comarcas de João Pinheiro e Patrocínio (em cooperação).

 

 

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: