Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Fiscalizações da Polícia Militar reforçam prevenção à criminalidade no município

ter, 22 de outubro de 2019 05:15

Da Redação

Patrulhamentos, rondas preventivas ou fiscalização de trânsito estão na rotina de atividades da Polícia Militar e, encontrar irregularidades pelas ruas de Araguari se tornou comum entre as equipes do 53º Batalhão. Entre as principais infrações registradas, estão a direção perigosa, condutores inabilitados e a falta de licenciamento de veículos. No domingo, 20, por exemplo, os militares realizavam uma operação de trânsito no bairro Amorim, quando duas pessoas foram avistadas em uma motocicleta que possuía uma lata de cor cinza no lugar da placa de identificação, o que gerou suspeitas sobre o veículo. Diante disso, a equipe deu ordem de parada, entretanto, o condutor de 18 anos não obedeceu e fugiu do local pelas ruas do bairro e adjacentes. Durante o trajeto, ele realizou várias manobras perigosas colocando em risco a vida de transeuntes. Assim, as equipes foram acionadas para auxiliar na perseguição, sendo que, no cruzamento entre as ruas Joaquim Aníbal com a Quinca Mariano, a motocicleta que estava evadindo pela contramão de direção colidiu com a viatura policial. Com o impacto, o condutor e o passageiro caíram sofrendo escoriações e fraturas.

Ao ser questionado sobre a fuga, o condutor afirmou que a motocicleta era de ‘nota’ e ele não era habilitado. Devido aos ferimentos, ambos foram socorridos pelo Samu e encaminhados à Unidade de Pronto Atendimento (Upa) onde permaneceram sob cuidados médicos. A perícia também compareceu ao local do acidente, para realizar os serviços de praxe. Nenhum policial se feriu.

Entre as ruas Joaquim Aníbal com a Quinca Mariano, a motocicleta que estava evadindo pela contramão de direção colidiu com a viatura policial

Entre as ruas Joaquim Aníbal com a Quinca Mariano, a motocicleta que estava evadindo pela contramão de direção colidiu com a viatura policial

 

De acordo com os militares, com base no artigo 115 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro) adulterar qualquer sinal identificador de um veículo é configurado como crime e não mera infração administrativa, passível de três a seis meses de reclusão, além de multa prescrita no Código Penal. Diante disso, o 53º Batalhão alerta para que o cidadão verifique a documentação necessária para concluir uma aquisição, evitando que uma simples abordagem traga prejuízos momentos depois.

As guarnições também tem intensificado a fiscalização em toda a cidade, no intuito de verificar a documentação obrigatória, principalmente o CRLV 2019 que garante o licenciamento do veículo. Diante disso, no mesmo dia foi realizada uma fiscalização nas proximidades do bairro Santa Terezinha, quando os militares perceberam que um veículo VW Gol com placa de Uberlândia, efetuou uma manobra a fim de realizar retorno em local proibido e em seguida, adentrou em alta velocidade no bairro Independência.

Rapidamente foram feitos rastreamentos, a fim de abordar o suspeito, que durante o percurso cometeu várias infrações de trânsito, como velocidade alta e incompatível com a via, sem observar as normas de trânsito e ultrapassagens perigosas. Na abordagem, que ocorreu na avenida Miguel Assad Debs, foi verificado que o veículo não estava licenciado e o equipamento obrigatório estava inoperante. Além disso, o motorista não possuía a Carteira Nacional de Habilitação.

Neste caso, militares ressaltaram que a conduta do motorista configura no crime previsto no artigo 309 do CTB, que pune a direção de veículo automotor, em via pública, sem a devida permissão. O Código de Trânsito Brasileiro também determina que conduzir veículo que não esteja registrado e devidamente licenciado gera infração gravíssima, cujo valor é R$ 293,47, além de sete pontos na CNH e remoção do veículo. Outra questão importante conscientizada pelos policiais é em relação a vagas de estacionamento, destinadas ao transporte coletivo.

Também há casos em que motoristas insistem em estacionar nas vagas reservadas para idosos e deficientes, ou ainda nos espaços reservados para carga e descarga de produtos. A situação gera a apreensão de veículos. Em Araguari, a média de apreensão é de 20 veículos por dia, entre carros e motos. Contudo, vale ressaltar que durante blitz também são fiscalizados a conservação dos veículos, respeito à sinalização de trânsito, equipamentos obrigatórios, entre outros.

Frota de veículos

Números atualizados até agosto pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) apontam Araguari com uma frota de 84.523 veículos – 17ª colocada no ranking de Minas Gerais. Circulam no município 40.349 automóveis, 20.441 motocicletas, 5.305 motonetas, 6.653 camionetes, 1.972 camionetas, 2.581 caminhões, 729 ciclomotores, 1.057 caminhões-trator, 488 micro-ônibus, 262 ônibus, 2.708 reboques, 1.523 semirreboques, 61 triciclos, entre outros. O grande número veículos registrados aumenta ainda mais a preocupação com a segurança no trânsito.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: