Quinta-feira, 21 de Março de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Executivo decreta redução no expediente para órgãos municipais

ter, 16 de outubro de 2018 05:39

Da Redação

A prefeitura, por meio da secretaria de Administração, decretou mudança no horário de expediente dos órgãos municipais. A medida foi tomada com o intuito de acatar a legislação municipal, melhorar o atendimento à população, conter despesas e reduzir gastos.

A mudança começou a prevalecer nessa semana, dia 15. Sendo assim, os órgãos municipais passam a atuar de 12 às 18 horas, de segunda a sexta-feira, com exceção das secretarias que tem atividades contínuas, as quais permanecerão funcionando das 8 às 18 horas.

Medida também foi tomada devido à dívida do Estado com o município, que está na ordem de 28 milhões de reais   **Divulgação

Medida também foi tomada devido à dívida do Estado com o município, que está na ordem de 28 milhões de reais
**Divulgação

 

Os serviços de atividade contínua envolvem as  Unidades Básicas de Saúde e a Central de Ambulâncias da secretaria de Saúde; Centros Educacionais Municipais e Centros Municipais de Educação Infantil; cemitérios; Terminal Rodoviário ‘Tancredo Neves’; manutenção de placas de sinais de trânsito e de semáforos; Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS); Bosque ‘John Kennedy’; serviços de operação e manutenção da Superintendência de Água e Esgoto (SAE); Araguari Tênis Clube (ATC); Procuradoria Geral do Município; e Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC).

De acordo com a secretária da pasta, Thereza Christina Griep, “o principal intuito é concentrar todos os serviços em um horário só, a fim de que a população seja melhor atendida”. Além disso, ela afirma que a medida visa contenção de despesas e redução de gastos, principalmente devido à dívida do Estado com o município.

O decreto promove adequações em outros decretos publicados em 2013, 2014 e 2017, respectivamente, que estabelecem o limite de contratação de horas extras. A diligência visa manter as contas públicas em dia, mediante a crise dos municípios mineiros influenciada, principalmente, pela falta de repasses estaduais.

Atualmente, o débito do Estado com o município está na ordem de 28 milhões de reais. “A administração pública vem passando por várias dificuldades, por isso foi necessário adotar essas medidas para que possamos determinar o cumprimento na legislação municipal”, explica a titular da pasta.

A secretária reitera que ainda não há como determinar quanto será possível economizar mensalmente com a mudança, “mas há uma estimativa de 33% de economia”. “O débito do Estado afeta todas as áreas, principalmente a saúde. Aqui em Araguari estamos conseguindo pagar os servidores, mas em outras cidades não há verba sequer para o salário do servidor”.

Em pronunciamento oficial, divulgado pela assessoria de comunicação da prefeitura, o chefe do poder Executivo, Marcos Coelho de Carvalho (MDB) declara que foram estudadas várias saídas para o impasse. “A única solução foi reduzir a jornada, pois dessa forma, além de cumprir a legislação, conseguiremos reduzir gastos. Peço à população um pouco de paciência, pois esse momento que atravessamos é delicado e necessita de tais medidas”.

1 Comentário

  1. José Luiz Ferreira disse:

    Agora sim, os funcionários da Prefeitura seguindo o CHEFE, o prefeitinho preguiçoso este tal de Marcão.

Deixe seu comentário:

Cancelar Resposta