Sábado, 20 de Abril de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Ex-delegado de Araguari concorre ao cargo de Chefe da Polícia Civil de Minas Gerais

sáb, 1 de dezembro de 2018 05:22

Da Redação

Seis delegados se candidataram a uma vaga a fim de compor a lista tríplice para Chefia da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG). A partir da consulta aos filiados do Sindepominas, os três nomes mais votados serão apresentados ao Governador eleito Romeu Zema (NOVO).

Um dos candidatos é Cesar Augusto Monteiro Alves Júnior, que durante cinco anos atuou em Araguari, chefiando a Quarta Delegacia Regional de Polícia Civil, com o seu trabalho reconhecido em todo o estado. Atualmente, ele comanda a Assessoria de Comunicação da PCMG, após rápida passagem pelo Departamento Estadual de Trânsito.

Dentre as suas propostas estão: buscar equiparação salarial dos delegados de Polícia com outras carreiras jurídicas, valorização da Polícia Civil do Estado de Minas Gerais e de todos os servidores, eliminação da obrigatoriedade da realização de exame psicotécnico para concessão de porte de arma para o policial aposentado até 65 anos de idade, reestruturação das delegacias de Polícia (como a delegacia legal), regulamentar a remuneração do plantão noturno e promover a capacitação de forma periódica e continuada dos servidores através de cursos.

A iniciativa inédita foi apresentada pelo Sindicato dos Delegados e acolhida prontamente pelo governador eleito, Romeu Zema (NOVO) ainda durante a campanha eleitoral desse ano.  Para isso, foi elaborado o edital com o cronograma para a inscrição de candidatos e votação, no dia 10 de dezembro, pela internet, das 10 às 17h, num link especifico no site do Sindepominas. Por questões operacionais, a diretoria deliberou que a consulta será feita exclusivamente pelos delegados filiados.

Além do delegado-geral César Augusto Monteiro Alves Júnior, colocaram seus nomes à disposição: Ana Cláudia Perry, André Pelli, Ivan José Lopes, Luiz Flávio Cortat e Vitor Hugo Heisler.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: