Sábado, 23 de Junho de 2018
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Estudantes pedem melhorias na estrutura da Biblioteca Municipal Professor Paulo de Oliveira

qua, 21 de fevereiro de 2018 05:57

por Tatiana Oliveira

Conforme relato de usuários, propaganda volante e falta de tomadas são alguns dos pontos a melhorar

Usuários da Biblioteca Municipal Professor Paulo de Oliveira pedem melhorias na estrutura do local, que, segundo eles, não está propício para a finalidade. Carlos Lima concorre para vagas de concursos públicos há três anos. Ele utiliza a Biblioteca Pública Municipal para seus estudos, mas informou à Gazeta do Triângulo que encontra dificuldades. “O isolamento acústico não é bom. Passam carros de som fazendo propagandas a todo momento e fica difícil concentrar”, disse.

Estudantes pedem aumento na quantidade de tomadas de energia do local

Estudantes pedem aumento na quantidade de tomadas de energia do local

 

A reportagem esteve no local e questionou alguns usuários sobre as principais melhorias necessárias. Delas, as mais urgentes levantadas foram o isolamento acústico, banheiros, falta de uma área para estudo individual, livros desatualizados e aumento da quantidade de tomadas. “Para ligar o notebook é necessário sempre levar uma extensão de energia ou arrastar a mesa perto da tomada”, relata Carla Melo, estudante.

O vereador Wesley Lucas de Mendonça (PPS) apresentou ontem, 20, um requerimento à Fundação Araguarina de Educação e Cultura – Faec – solicitando melhorias no local. “A transformação tecnológica traz o uso de diversos aparelhos, inclusive para o estudo e a estrutura da biblioteca não acompanhou isso. Assim, pedi que sejam instaladas novas tomadas; ar condicionado; que as condições dos banheiros sejam melhoradas e seja criada uma área de estudo individual”, disse.

Outro requerimento foi apresentado pelo edil em data anterior à secretaria de Meio Ambiente, órgão responsável pela fiscalização de poluição sonora. “Estudar é como uma corrida, os cinco primeiros minutos são essenciais, então é fundamental que o ambiente seja propício para que haja foco, além de ser necessário o silêncio, mas devido à proximidade com o semáforo, os carros de som ficam ligados por vários minutos tirando a concentração dos estudantes da biblioteca”, coloca o vereador do PPS.

O serviço de propaganda, em local público, realizado através de veículos dotados de amplificadores de voz, alto-falantes e similares é regulamentado pela lei nº 3124. Nela, fica instituído que só é permitida propaganda quando respeitada a distância mínima de cinquenta metros de repartições públicas, hospitais, escolas e creches. A propaganda também tem limite de horário: entre as 9 e 19h. Por lei, o nível sonoro produzido pelos amplificadores de voz, alto-falantes e similares, não pode ser superior a 70 decibéis.

Os veículos que infringirem o limite sonoro exigido por lei estão sujeitos a penalidades. São elas: I – advertência na primeira infração; II – multa de cinquenta UFIRs, na segunda infração, no mesmo ano; III – cancelamento da autorização anual, na terceira infração.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: