Quarta-feira, 24 de Julho de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Escolas Estaduais de Araguari voltarão a receber o ensino em tempo integral

ter, 25 de junho de 2019 05:43

por Laura Alvarenga

Após publicação do Decreto 47.227, em 3 de agosto de 2017, garantindo a implantação gradativa da Educação Integral e Integrada na rede pública de ensino do Estado, o município passou a oferecer o método de ensino em tempo integral em seis escolas da cidade.

Aproximadamente 600 jovens participam do projeto em Araguari

Aproximadamente 600 jovens participam do projeto em Araguari

 

Hoje, 500 escolas mineiras estão cadastradas no projeto idealizado pelo Programa Mais Educação. Em abril, o governador do Estado, Romeu Zema (Novo) anunciou que 1.140 escolas de Minas Gerais não seriam mais contempladas pelo projeto de ensino em tempo integral. O corte prejudica 81 mil estudantes e nove mil professores, inclusive em Araguari.

De acordo com a secretária de Estado de Educação de Minas Gerais, Júlia Sant’Anna, o programa irá atender apenas 500 instituições este ano. Em 2018, 1.640 escolas funcionavam em dois turnos, com aproximadamente 111 mil alunos, número que será reduzido para 30 mil estudantes.

As aulas em tempo integral que ainda não haviam sido iniciadas no ano letivo de 2019 estão previstas para serem retomadas no mês de agosto, quando começa o segundo semestre escolar.  Com o objetivo de que o programa continue em exercício no município, o vereador Giuliano Sousa Rodrigues (PTC), desenvolveu ações em prol do projeto.

O vereador participou de uma reunião com representantes das escolas estaduais que teriam o projeto cortado e montou uma comissão junto aos educadores e pais de alunos que, juntos, fizeram um abaixo-assinado reunindo cinco mil assinaturas que foram devidamente encaminhadas para análise dos órgãos estaduais competentes.

Em parceria com o deputado estadual Raul Belém (PSC) várias cidades mineiras serão contempladas com o retorno da educação integral no segundo semestre do ano, entre elas estão: Abadia dos Dourados, Araguari, Arapuã, Araxá, Campo Florido, Campina Verde, Campos Altos, Capinópolis, Carmo do Paranaíba, Carneirinho, Conquista, Coromandel, Centralina, Estrela do Sul, Fronteira, Grupiara, Ibiá, Ipiaçu, Iraí de Minas, Itapagipe, Ituiutaba, Iturama, Lagamar, Lagoa Formosa, Limeira do Oeste, Monte Alegre de Minas, Monte Carmelo, Patos de Minas, Patrocínio, Pedrinópolis, Ponte Nova, Prata, Pratinha, Presidente Olegário, Raul Soares, Rio Paranaíba, Sacramento, Santa Rosa da Serra, São Gonçalo do Abaeté, São Gotardo, Santa Juliana, Santa Vitória, Serra do Salitre, Tiros, Tupaciguara, Uberaba, Uberlândia, União de Minas, Vargem Bonita e Varjão de Minas.

“Sabemos da importância do período integral no ensino, pois, através dele, o aluno passa a ter uma orientação melhor nos estudos, aumenta o seu rendimento escolar, mais atividades são exercidas, proporciona uma tranquilidade para os pais, viabiliza e incentiva a prática de esportes, promove lazer, cultura e tecnologia, investe adequadamente o tempo, além de seguir o modelo de países desenvolvidos”, destacou Raul Belém.

Atualmente, cerca de 600 crianças estão matriculadas no Programa de Ensino em Tempo Integral em Araguari. A grade curricular praticada pelos alunos visa diversas atividades como: acompanhamento pedagógico, educação ambiental, esporte e lazer, direitos humanos em educação, cultura e artes, cultura digital, promoção da saúde, comunicação e uso de mídia, investigação no campo das ciências da natureza e educação econômica, além da inclusão de exercícios físicos na rotina dos alunos, como natação, futsal, basquete entre outras.

Em justificativa ao corte no programa, o vereador Giuliano Sousa Rodrigues, ressaltou que tem outros setores para o Estado cortar, não em educação e saúde. “Os alunos estavam nas ruas ao invés de estarem nas escolas. Nós vemos que a realidade dessas crianças araguarinas aumenta o índice de criminalidade na cidade. A escola em tempo integral trará uma ocupação para elas através da educação”.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: