Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Dia D de combate à dengue acontece no Parque de Exposições Rondon Pacheco

ter, 8 de outubro de 2019 05:32

Da Redação

As cidades mineiras continuam sofrendo com a dengue. Mesmo com o tempo quente e seco, que favorece para diminuir a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, a doença continua infectando os munícipes. Os dados mostram que o estado de Minas Gerais registrou 479.082 casos prováveis de dengue. Em Araguari são 2.860 casos entre janeiro e setembro de 2019.

Mobilização teve como objetivo conscientizar a população sobre a importância do engajamento na luta contra o Aedes

Mobilização teve como objetivo conscientizar a população sobre a importância do engajamento na luta contra o Aedes

 

Diante disso, a secretaria de Saúde de Araguari por meio do departamento de Controle de Doenças e Zoonoses tem realizado ações na cidade, no intuito de conscientizar a população sobre a importância do engajamento de todos na luta contra o mosquito. No último sábado, 5, por exemplo, as equipes realizaram o Dia D de Combate à Dengue no Parque de Exposições Rondon Pacheco, durante o evento de apresentação da Esquadrilha da Fumaça.

No local foram montadas 14 barracas para apresentação de todos os trabalhos preventivos feitos na cidade e região até o momento. Os agentes de combate a endemias que atuam em Araguari também participaram da mobilização, bem como, o secretário de Saúde Guilherme Afonso.  De acordo com o coordenador Guilherme Carvalho, milhares de pessoas puderam conhecer cada equipe, onde trabalham, além dos dados de suas regiões e foram informadas sobre os projetos como: Araguari sem Dengue e Guardião do Quarteirão.

“Aproveitamos a oportunidade para fazer uma feira de exposição do nosso trabalho. Foi muito produtivo, pois, muitas pessoas puderam sanar suas dúvidas e tomaram conhecimento do seu papel na luta contra o mosquito transmissor da dengue.  Essa mobilização social, visa implantar uma consciência em cada araguarino de que essa luta só pode ser vencida com o envolvimento de todos e nada melhor do que mostrar como tudo funciona para entender onde cada um se encaixa nessa guerra,” afirmou o coordenador.

Para dar continuidade neste trabalho, o departamento de Zoonoses está intensificando ações de combate ao mosquito que também é transmissor de outras doenças como a Zika Vírus e a febre Chikungunya. Somente em Araguari, o relatório estadual apontou sete casos prováveis para zika e, 114 registros para chikungunya. Assim, a previsão do coordenador é de que seja realizado na próxima semana um novo Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes Aegypti (LIRAa) que possibilita o diagnóstico de infestação e os tipos de criadouros existentes no município.

Em janeiro, agentes de endemias visitaram mais de 2.600 imóveis e registraram um resultado acima do aceitável pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Os dados apontaram o índice de 4,1%. Apesar de ser um número elevado, o índice é menor do que o encontrado no mesmo período em 2018, quando Araguari obteve classificação de risco, contabilizando 5,4% de infestação larvária.

Em posse dos novos resultados, o Departamento irá trabalhar na elaboração de estratégias como a intensificação de ações diversas como mutirões, campanhas educativas e continuidade das visitas domiciliares nos setores mais críticos, até mesmo para que o próximo índice não seja alto. As equipes estarão ainda empenhadas em uma ação preventiva que será realizada por volta do dia 26. Segundo informações da secretaria de Saúde, o município também irá promover uma ação preventiva por mês até o fechamento do ano e, mediante a necessidade, haverá novas ações mais intensivas. Eliminar os criadouros e os focos da dengue é a melhor forma evitar a proliferação do mosquito é a solução para esse mal que assola a população e pode desencadear problemas irreversíveis aos araguarinos”, finalizou o secretário Guilherme Afonso.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: