Quarta-feira, 19 de Junho de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Dengue explode em Minas, que registra 1.016 casos por dia

qui, 11 de abril de 2019 05:21

Com Assessoria

São quase 100 mil notificações neste ano, mais do que a soma dos registros de 2017 e 2018 juntos

Prestes a decretar situação de emergência como tentativa de frear o avanço da dengue, Minas registra, em média, 1.016 notificações da doença por dia, segundo o último balanço da Secretaria de Estado de Saúde (SES). O cenário é crítico e afeta 60,7% dos municípios mineiros, sendo que, em 80 cidades, a incidência é considerada muito alta. Para o presidente da Sociedade Mineira de Infectologia, Estevão Urbano, o relaxamento da população após um ano com poucas ocorrências da enfermidade e o retorno do sorotipo 2, que não circulava no Estado havia alguns anos, podem explicar a explosão de casos em 2019.

Estudantes de colégio em BH fizeram ato contra aumento de casos de dengue no Estado

Estudantes de colégio em BH fizeram ato contra aumento de casos de dengue no Estado

 

Minas Gerais se aproxima da marca de 100 mil casos prováveis – suspeitos e confirmados –, conforme boletim epidemiológico publicado pela SES na última segunda-feira. É mais do que a soma de registros da doença em todo o período de 2017 e 2018, que terminaram com 25.933 e 29.369 casos, respectivamente.

Tabuleiro, pequeno município da Zona da Mata com 3.963 moradores, lidera o ranking de cidades com a maior incidência de dengue. São 157 notificações no ano, segundo a secretária municipal de Saúde, Lucimar de Freitas, o que significa que 3,9% da população relataram sintomas desde janeiro.

O infectologista Estevão Urbano avalia que, além da falta de prevenção por parte da população e das autoridades, a volta do vírus tipo 2 justifica a elevação de casos. “Quando um vírus fica um tempo sem circular e volta, ele pega um número de pessoas mais suscetíveis. Esse é outro fator que pode ter sido relevante nessa epidemia.”

Imunização

Começou ontem, 10, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. Na primeira fase, serão priorizadas crianças com entre 1 e 6 anos, grávidas e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto).

 

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: