Quinta-feira, 27 de Junho de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Demora na liberação de corpos no PML motiva requerimento apresentado na Câmara

sáb, 9 de março de 2019 05:00

Da Redação

O vereador Dhiosney de Andrade (PTC) usou a tribuna da Câmara Municipal na última quinta-feira, 7, para questionar como tem sido feito o trabalho no Posto Médico Legal (PML) em Araguari, após denúncias relacionados à demora na liberação de corpos.

De acordo com ele, as reclamações neste sentido vêm crescendo no município. “Em um caso recente, o pai não teve tempo de velar seu filho porque o corpo foi liberado apenas no dia seguinte ao falecimento. Esta não é a primeira vez que as pessoas reclamam desta situação. Muitos alegam ainda que não há plantonista em casos de necessidade,” disse.

Vereador apresentou requerimento solicitando informações sobre o serviço realizado no local

Vereador apresentou requerimento solicitando informações sobre o serviço realizado no local

 

Ainda segundo ressaltou, os holerites de quatro médicos legistas foram verificados junto ao Portal da Transparência, sendo constatado que os profissionais estão recebendo normalmente seus proventos para realizarem plantão no município. “Queremos saber o que está ocorrendo e porque não estão realizando os trabalhos necessários, ou porque estão demorando tanto para atender a população. Sabemos que o assunto tem causado polêmica, mas precisamos verificar o que está acontecendo, uma vez que os gastos com plantões no mês são muito altos,” ponderou.

Diante disso, o vereador apresentou um requerimento pedindo que a Administração Municipal, por meio da pasta competente informe o motivo da demora no atendimento. O vereador ressaltou ainda que na manhã de ontem, 8, foi informado através de denúncias que os médicos disponíveis no Posto Médico Legal, não possuem a especialização necessária para tal função. “Caso isso seja confirmado, iremos denunciar a situação ao Ministério Público, pois as famílias araguarinas precisam de um atendimento digno principalmente num momento triste que é a perda de um ente querido,” ressaltou.

A reportagem entrou em contato com os responsáveis pelo Posto Médico Legal que até então, não se manifestaram sobre o assunto.

 

 

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: