Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Cufa e Academia de Letras e Artes de Araguari realizam Festival Favela Literária

ter, 5 de novembro de 2019 05:58

Redação

A Central Única das Favelas/Araguari – Cufa e Academia de Letras e Artes de Araguari – ALAA comemoraram em 4 de novembro, na Casa da Cultura Abdala Mameri, em Araguari, o Dia da Favela, oportunidade em que foi lançado o Festival Favela Literária com apresentação de poesias, declamações, exposição de livros, obras plásticas e lançamento de livro.

A Cufa é uma entidade não governamental voltada à integração social através da cultura, do esporte, da educação e do lazer e vem se destacando nos espaços como uma das maiores redes de diversidade sóciocultural do país. Foi fundada por jovens das periferias do Rio de Janeiro e está presente em dezesseis países; no Brasil, em mais de trezentas cidades.

Em Araguari, a Cufa desenvolve um ciclo de oficinas sócioculturais oferecidas gratuitamente à população, além de formar e informar jovens em situação de vulnerabilidade social propiciando a estes empoderamento e formas de se tornarem protagonistas de sua própria história.

Ontem, 4, comemorou-se o Dia da Favela e para tal, a Central Única das Favelas, com o objetivo de difundir e integrar a literatura das favelas, seus autores e sua arte, criou o Festival Favela Literária, uma iniciativa que está acontecendo em vários Estados do país.

E, Araguari não poderia ficar de fora dessa comemoração de âmbito nacional e da implantação desse projeto de grande relevância para o município – Favela Literária –. Para tal, foi firmada parceria com a ALAA que, prontamente, aquiesceu o convite e juntas, as entidades, deram um passo à frente em prol à literatura.

Numa manhã agradável, as duas entidades receberam na Casa da Cultura Abdala Mameri, autoridades e convidados que prestigiaram o evento. Na entrada do salão foi realizada a exposição de livros de escritores araguarinos, obras diversas que foram colocadas à disposição para conhecimento da assembleia presente.

Na oportunidade, foi lançado, em Araguari, o livro “Ler imagens – contar histórias – Cronivivências de uma cidade em preto e branco”, de autoria do escritor, pesquisador, historiador e professor Doutor Jeremias Brasileiro.

A solenidade foi presidida pelo Coordenador Geral da Cufa, em Araguari, Agnaldo da Silva – Mestre Zulu, contando com a presença do presidente da Fundação Araguarina de Educação e Cultura – Faec, Rafael Guedes; do Secretário de Esportes, Sebastião Naves de Oliveira; presidente do Congo Verde, Onésia Machado; vice-presidente da Associação Promocional de Congadas, Catupés e Moçambiques de Araguari, Emerson Alves e do escritor Jeremias Brasileiro que se fez acompanhado da prefaciadora do livro, Vanilda Santos.

Pela Academia de Letras e Artes de Araguari estiveram presentes: Edmar César, Janice Lelis, José Maria Albuquerque e Manoel Messias.                                       

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: