Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Coordenadoria de Urgência e Emergência do Estado analisa projeto de implantação do SAMU

sex, 12 de janeiro de 2018 05:37

Da Redação | Com Assessoria

Expectativa é que o Triângulo Norte receba o serviço no primeiro semestre desse an

O Consórcio Público Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência e Emergência (CISTRI) enviou para a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, no final do ano passado, o projeto para a implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) na região Triângulo Norte.

De acordo com o secretário Executivo do CISTRI, a documentação está sendo analisada pela Coordenadoria de Urgência e Emergência em Belo Horizonte e a expectativa é que o serviço tenha início no primeiro semestre desse ano. “Estamos aguardando o parecer final para a implantação do serviço em 26 municípios”.

Mais de 500 pessoas aprovadas em concurso público aguardam a implantação do serviço

Mais de 500 pessoas aprovadas em concurso público aguardam a implantação do serviço

 

Em Araguari, a secretaria de Saúde aguarda o posicionamento do CISTRI sobre o funcionamento do serviço. No município, a base do SAMU foi construída junto ao imóvel onde funcionava o antigo Pronto Socorro Municipal e que seria a nova sede do Corpo de Bombeiros em Araguari. O processo migratório do Corpo de Bombeiros para o local foi suspenso, porém, em entrevista ao Gazeta do Triângulo, o secretário Executivo do CISTRI afirmou que o serviço funcionará na base construída.

A implantação do SAMU na região Triângulo Norte foi anunciada em 2015, com previsão de início no primeiro semestre de 2016. Em março de 2016 a Secretaria de Estado de Saúde disponibilizou a verba para a aquisição de ambulâncias e os veículos foram recebidos em Uberlândia em junho do mesmo ano. Além dos veículos parados, mais de 500 pessoas aprovadas em concurso público estão aguardando a implantação do serviço.

Entenda o caso

Em agosto do ano passado, a implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi discutida durante uma reunião na Associação Comercial e Industrial de Uberlândia (ACIUB). Os prefeitos de diversos municípios da região estiveram presentes para discutir os detalhes sobre a efetivação do serviço, que deveria ter começado em novembro.

Em setembro, com o anúncio do prefeito Odelmo Leão (PP) de que a cidade de Uberlândia não faria parte do CISTRI devido a uma série de dificuldades que impossibilitariam a adesão ao serviço, entre elas, a carência de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS) para Uberlândia e região, foi necessária a elaboração de um novo projeto para o SAMU Triângulo Norte. O Cistri finalizou o projeto em novembro e encaminhou ao Governo Estadual para a aprovação e definição de data para inauguração do serviço na região.

Sobre o SAMU

O SAMU será administrado pelo Consórcio Público Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência e Emergência (CISTRI) e a expectativa é que 26 cidades da região, como Abadia dos Dourados, Araguari, Araporã, Cachoeira Dourada, Campine Verde, Canápolis, Capinópolis, Cascalho Rico, Centralina, Coromandel, Douradoquara, Estrela do Sul, Grupiara, Gurinhatã, Indianópolis, Ipiaçú, Iraí de Minas, Monte Alegre de Minas, Monte Carmelo, Nova Ponte, Prata, Romaria, Santa Vitória e Tupaciguara, contem com o serviço.

A implantação do SAMU foi orçada em quase R$ 12 milhões, dos quais mais de R$ 10 milhões são provenientes do Governo de Minas. As bases do SAMU devem ser instaladas em 17 municípios, atendendo a 27 cidades e aproximadamente 1,6 milhão de pessoas. As equipes contam com 664 integrantes, dentre médicos, enfermeiros e condutores socorristas, que foram aprovados em concurso e participaram de um curso de capacitação de quatro semanas em Uberlândia.

O atendimento funcionará 24 horas, durante os sete dias da semana e será totalmente integrado ao Corpo de Bombeiros. As equipes do SAMU realizarão o atendimento inicial de urgências e emergências de saúde, na modalidade pré-hospitalar móvel que antecede a ação prestada por hospital ou pronto-socorro.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: