Terça-feira, 04 de Agosto de 2020
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Com a chegada do previsto pico da doença no estado, Araguari se aproxima de 1000 casos confirmados da covid-19

qua, 15 de julho de 2020 10:33

Da Redação

O município ainda não aderiu ao Minas Consciente que se tornou obrigatório aos municípios e dispõe sobre as medidas emergenciais de restrição

O município ainda não aderiu ao Minas Consciente que se tornou obrigatório aos municípios e dispõe sobre as medidas emergenciais de restrição

A taxa de ocupação dos leitos de UTI da rede estadual está em 61,41%, e é de 69,99% em relação às enfermarias em Minas Gerais. A informação é da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) divulgada na manhã desta terça-feira, 14, que aponta ainda o aumento de 975% no número de hospitalizações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em relação ao mesmo período do ano passado. O cenário epidemiológico tem se repetido em toda a região.

Araguari, por exemplo, tem registrado um crescente número de notificações, tanto para síndrome gripais quanto para os diagnósticos positivos do novo coronavírus. De acordo com o levantamento estadual, o município contabiliza 884 pacientes com a doença e 18 óbitos.  Enquanto isso, os dados municipais mostram que os números são maiores, totalizando 965 confirmações da doença e 23 mortes. Outros nove óbitos seguem em investigação.

A Secretaria de Saúde, através do Departamento de Epidemiologia, informou a confirmação de mais três óbitos para Covid-19, ocorridos entre os dias 11 e 14. Sendo um óbito referente à um paciente do sexo masculino, 72 anos; o segundo de paciente do sexo masculino, 80 anos e o terceiro óbito ocorrido nesta terça-feira, se tratando de um paciente do sexo masculino, 46 anos. As suspeitas da doença em monitoramento chegam à 635 casos e, pelo menos, 498 pessoas se recuperaram da covid-19. Além disso, há 37 pessoas internadas em leitos de UTI e enfermaria.

Para falar sobre o atendimento dos pacientes com diagnóstico positivo para o novo coronavírus, a reportagem entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde, que ainda não informou a taxa de ocupação de leitos de internação e UTI disponíveis para atendimento dos pacientes no município. Além disso, foi verificado que o município ainda não aderiu ao plano Minas Consciente, que agora se tornou obrigatório aos municípios e dispõe sobre as medidas emergenciais de restrição e acessibilidade a determinados serviços e bens públicos.

A informação é de que a procuradoria geral do município pretende solicitar a suspensão da liminar do Tribunal de Justiça, pois, o plano não é considerado interessante para Araguari. É importante ressaltar que a adesão ao Minas Consciente leva em consideração a realidade de cada macrorregião de saúde, a lógica assistencial das redes hospitalares, bem como, o impacto direto nos municípios vizinhos. O Minas Consciente ainda tem o objetivo de conduzir a ação dos municípios de maneira coordenada, ao tentar controlar e efetivar a situação para o enfrentamento do vírus.

O mesmo acontece na cidade vizinha, onde o prefeito de Uberlândia Odelmo Leão (PP) entrou com um embargo declaratório contra a decisão judicial que obriga o município a cumprir regras de funcionamento do comércio definidas pelo plano para prevenção à covid-19. O anúncio ocorreu em transmissão ao vivo nas redes sociais da Prefeitura.  Como o embargo foi realizado pela Procuradoria do Município, ele é válido apenas para Uberlândia, não abrangendo outras cidades.

Odelmo Leão informou que o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 em Uberlândia preparava um novo decreto para fazer algumas aberturas de comércios nesta semana, quando venceria o prazo da prorrogação da última deliberação. A cidade está na lista dos municípios com maior número de casos da covid-19, totalizando 9.446 e 141 mortes, conforme o boletim estadual. Além disso, Minas Gerais também alcançou a marca de 78.643 infectados em cerca de quatro meses – contados desde o aparecimento do primeiro diagnóstico confirmado, registrado em 8 de março. A reportagem verificou ainda que, no prazo de 24 horas, 1.821 pessoas entraram para a lista de casos confirmados da Secretaria de Estado de Saúde.

O levantamento mostra que a doença é responsável pela morte de 1.688 pessoas no estado, sendo que dos 853 municípios mineiros, 759 tiveram ao menos um caso do novo coronavírus, o que representa cerca de 90% do total das cidades de Minas. Ao analisar os dados, é possível ver que os meses de junho e julho têm sido os piores da pandemia até então. Após a data de hoje, considerada o pico da doença em Minas Gerais, a SES-MG acredita que o Estado poderá ter uma manutenção do número mais alto de contaminações por algum tempo para que, depois, aconteça uma redução.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: