Segunda-feira, 27 de Maio de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Boletim registrando casos de dengue é divulgado e mantém Araguari em segundo lugar no Estado

qui, 18 de abril de 2019 05:07

por Laura Alvarenga

Foi divulgado na última quinta-feira, 15, o boletim atualizado sobre os casos prováveis de dengue nas cidades mineiras. De acordo com os dados apresentados no boletim, o município de Araguari registrou 1.694 suspeitas de dengue até o mês de abril.

Araguari ficou em segundo lugar no ranking de cidades mineiras com maiores indícios de casos de dengue, ficando atrás apenas de Uberlândia, com 10.879 casos até o momento.

Devido ao elevado número de suspeitas, a prefeitura elaborou uma nova estratégia de combate à dengue. O novo método usa ações de bloqueio do chikungunya pela SES-MG – Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais. Certificada pela OMS – Organização Mundial de Saúde, a estratégia visa à aplicação de inseticida aerosol dentro dos imóveis, focando alguns pontos específicos para eliminar a proliferação do mosquito.

De acordo com a prefeitura, o novo método irá atingir aproximadamente 4,5 mil imóveis entre os bairros Amorim, Santa Helena e também no Centro. A SES-MG forneceu todo o equipamento que será utilizado na ação, contendo cinco bombas de aplicação, o inseticida e treinamento para seis agentes de endemias. A capacitação destes agentes contendo aulas práticas e teóricas aconteceu na última terça-feira, 16. O trabalho de campo terá início na próxima quarta-feira, 24.

O secretário de Saúde, Guilherme Afonso, reforça a importância da colaboração da comunidade no combate à dengue, especialmente ao receber a equipe nas residências. “Para o município é muito bom receber mais uma técnica para auxiliar no combate ao mosquito, mas só haverá resultado se os moradores aderirem a esse novo método.”

Recomenda-se que após a aplicação o morador aguarde no mínimo 30 minutos para retornar ao imóvel. Ressaltando que residências com pessoas acamadas e crianças com menos de seis anos de idade não poderão receber a equipe para aplicação do inseticida

4 Comentários

  1. Evaldo disse:

    Esse numero não passa nem perto, quantas e quantas pessoas não procuram os órgãos de saúde por saber que não tem muito o que fazer contra a dengue, que é apenas dipirona/paracetamol e repouso, com certeza esse numero ultrapassa 10 mil pessoas fácil.

  2. Carlos disse:

    Com certeza Evaldo
    Tem funcionário público que só quer saber de ganhar a gratificação e salário e não tem responsabilidade no cargo que ocupa.
    Outros reclama que estão ganhando pouco e não vão trabalhar. Aí vem a pergunta
    Não fizeram o concurso sabendo do salário? Porque não pedem exoneração?

  3. ney disse:

    1694 casos suspeitos??? sabe pq usam esse termo??? pq não querem fazer o exame, pq se fizerem o exame estaríamos bem a frente de Uberlândia

  4. Anônimo disse:

    Eu peguei dengue em 2015,do jeito que ela veio, ela foi. E eu tive sorte que foi na semana de recesso.Com essa doença a pessoa só quer ficar deitado o dia inteiro com dor no corpo e a boca amargando. Se eu tivesse que faltar eu iria dobrar turno, para não ficar com falta.
    Eu li que esse mosquito foi erradicado de 1955 a 1958.Osvaldo Cruz aquele da revolta de vacina, também conseguiu erradicar na época dele. Ele voltou devido ao grande aceleramento populacional, a grande produção de descartáveis que são jogados na natureza de modo irregular, ao desmatamento para construções. Agora cada um tem que fazer seu papel.

Deixe seu comentário: