Segunda-feira, 15 de Outubro de 2018
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

AUTI afirma possibilidade de falta de transporte interestadual para os estudantes de Catalão

sex, 20 de julho de 2018 05:24

Da Redação

Os estudantes universitários de Catalão (GO) podem ficar sem o transporte interestadual, é o que afirma o presidente da Associação dos Universitários do Triângulo (AUTI) Pablo Ferreira Junior. Ele ressalta que, sem o subsídio da prefeitura, o transporte está inviável para a empresa responsável.

Em entrevista à Gazeta do Triângulo, o presidente da associação afirma que, no começo do ano foi fechado um valor com a empresa sem a ajuda da prefeitura, de forma que, assim que o subsídio fosse ofertado, seria possível diminuir a mensalidade paga pelos estudantes. No começo de 2017, havia 21 alunos, mas hoje esse número foi reduzido para oito.

Então, com esta quantidade de alunos, o valor da mensalidade subiu para cerca de 500 reais e, mesmo assim, se torna inviável para o proprietário da empresa responsável pelo transporte. “O dono da empresa afirmou que não tem como custear o transporte e ficou até agora para cumprir o semestre, tendo em vista que não estava cobrindo nem as despesas com o veículo”.

Desta forma, a equipe da AUTI está entrando em contato com os universitários usuários do transporte interestadual. Além disso, outras empresas foram contatadas, mas com este número reduzido de alunos todas afirmam ser inviável. Então, mesmo procurando outras empresas para abrir um edital de forma urgente não está sendo funcional.

“É um problema sério, porque muitos deles estão no último período. Nós não estamos abandonando esses estudantes, mas, infelizmente, não temos como bancar.”

Na manhã de hoje, dia 20, acontece uma reunião para definir a situação, procurando alternativas emergenciais. De qualquer forma, o presidente demonstra pessimismo, “nós estamos brigando com a prefeitura desde julho do ano passado e nada é resolvido. Atualmente a prefeitura não está nem respondendo nossos ofícios e ligações. Acredito que o mínimo que poderia ser feito é um diálogo para pensarmos juntos em uma solução, mesmo com as dificuldades financeiras enfrentadas pelo município”.

Outro problema ressaltado pela falta de subsídio é o valor da mensalidade para os estudantes. “Alguns ingressaram na faculdade, mas com esse valor a ser pago no transporte acabam por fazer a faculdade aqui mesmo. Mas a maioria dos alunos trancou o curso por não ter condições de pagar esse valor”.

Até mesmo em Uberlândia é notada essa situação. “Muitos tem vaga na Universidade garantida, mas estão desistindo devido ao valor da mensalidade, e, novamente, a prefeitura está ignorando a situação, ignorando os próprios universitários, que são a futura mão-de-obra qualificada para o município”.

Para o transporte feito até a cidade vizinha, também foi fechado um valor com a empresa sem o auxílio da prefeitura. No começo do ano foi afirmado que, com a aprovação do subsídio, seriam abertas bolsas para os alunos que se enquadrassem nos pré-requisitos, mas “tudo está atrasado por causa da prefeitura”, reitera.

A reportagem tentou entrar em contato com representantes da secretaria de Fazenda, porém até o fechamento desta edição não obteve êxito.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: