Domingo, 08 de Dezembro de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Araguari registra 1.324 casos prováveis de dengue em 2019

qua, 27 de março de 2019 05:30

Da Redação

Município figura entre as cidades que apresentam números preocupantes

O número de casos de dengue, zika e chikungunya segue a tendência de aumento. São 66.629 casos prováveis de dengue e seis mortes pela doença confirmadas em Minas Gerais. É o que mostra os dados do Boletim Epidemiológico, divulgado pela Secretaria de Saúde de Minas Gerais (SES-MG). De acordo com o levantamento realizado entre 1º de janeiro a 25 de março, Araguari continua entre as cidades que apresentam índice considerado “muito alto” no Triângulo Mineiro.

Registros de febre chikungunya também aumentaram e totalizam 76 casos na cidade

Registros de febre chikungunya também aumentaram e totalizam 76 casos na cidade

 

No município foram contabilizados 1.324 casos prováveis da doença. No período de uma semana, os registros de febre chikungunya também passaram de 21 para 76 na cidade. Na lista, Uberlândia aparece logo em seguida tendo 23 casos prováveis e Uberaba com 11. Em todo o Estado são 869 casos da doença nos primeiros meses de 2019. Os números chamam atenção da SES-MG, que pede que o sistema de vigilância dos municípios e toda a população reforcem os cuidados para combater o mosquito transmissor da doença.

Quanto aos casos relacionados à Zika, foram registrados no total 262 prováveis. Em Araguari ainda não há nenhuma situação relacionada à doença, segundo o Boletim e, apesar do aumento, também não houve registro de óbitos suspeitos no município. Para combater as doenças e a proliferação do mosquito transmissor, a secretaria municipal de Saúde através do departamento de Controle de Doenças e Zoonoses, informou que tem intensificado ações de combate ao mosquito Aedes aegypti.

Dentre as ações diárias estão palestras nas escolas e empresas, o bloqueio de transmissão com a técnica Ultra Baixo Volume (UBV) ou fumacê como é conhecido popularmente. Segundo o coordenador do departamento, Vicente de Paula Marques de Oliveira, as equipes de agentes com apoio de outras pastas municipais também estão promovendo mutirão de limpeza, principalmente nas áreas com maior índice larvário constatado no último Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa). A mobilização tem sido realizada aos sábados. O cronograma segue com atividades na região do bairro Novo Horizonte, que receberá a equipe no próximo sábado, dia 30.

Em caso de aparecimento de sintomas como febre alta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, perda de apetite, manchas vermelhas na pele, náuseas, dores nas articulações e fadiga, a orientação do coordenador é de que os araguarinos procurem orientação médica. Quem contraiu dengue precisa ter cuidados especiais para que o quadro não se agrave.

Os araguarinos também precisam estar atentos, pois, a febre chikungunya é uma doença que possui sintomas semelhantes aos da dengue, porém, a diferença está no seu acometimento das articulações: o vírus avança nas juntas dos pacientes e causa inflamações com fortes dores acompanhadas de inchaço, vermelhidão e calor local.

Prevenção

Boa parte dos itens considerados criadouros são vasos de plantas, pratos, bebedouros de animais e frascos com água. A principal recomendação é a realização de limpeza constante para eliminar a possibilidade de o mosquito se reproduzir. Criadouros positivos também são encontrados em caixas d’água, tambores e tonéis em geral. Os demais criadouros são encontrados em pneus e em depósitos elevados ligados a rede de caixa d’água.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: