Sábado, 14 de Dezembro de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Araguari é a 4ª cidade mineira com maior índice de redução da criminalidade

sáb, 10 de agosto de 2019 05:59

por Laura Alvarenga

Município lidera o ranking regional de cidades com maior desenvolvimento na redução da criminalidade

Dados divulgados pela 53º Batalhão da Polícia Militar de Minas Gerais (53º BPMMG) em Araguari à redação da Gazeta do Triângulo, mostram uma diferença significativa nos índices de violência no município. Os dados apresentados são referentes ao período de janeiro a junho de 2019.

PM registrou 87 ocorrências na categoria crimes violentos no município

PM registrou 87 ocorrências na categoria crimes violentos no município

 

No primeiro semestre de 2019, foram registrados 12 homicídios em Araguari. Os dados da PM fazem um comparativo com os dois anos anteriores, mostrando que em 2018 foram 17 homicídios consumados em Araguari e, 28 no ano de 2017, lembrando que os números apresentados são referentes ao primeiro semestre de cada ano.

Segundo informações da PM, ainda neste mesmo período há 87 ocorrências registradas na categoria de crimes violentos. Na mesma época em 2018, os registros eram de 148. Em 2017 o número era ainda maior, apontando 160 ocorrências.

De acordo com o tenente Davi Messias, o número de homicídios vem reduzindo ano a ano. “É um trabalho muito complicado, especialmente no que se refere à motivação que levou à causa do crime.” O tenente ainda ressaltou que Araguari ocupa o primeiro lugar em termos de redução criminal na 9ª Região da PM e, o quarto colocado em todo o estado de Minas Gerais.

Periodicamente a Polícia Militar faz um balanço das ocorrências registradas na unidade, além de ações preventivas que visam fiscalizar atividades suspeitas e contribuir para a redução no índice de criminalidade. Os dados da PM fazem uma relação das ocorrências registradas pelos bairros da cidade, e, segundo os militares, a região central é a que mais demanda chamadas.

Araguari teve maior taxa de homicídios em 2017

Um estudo denominado Atlas da Violência divulgado na última segunda-feira, 5, pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) apontou Araguari como a cidade com a maior taxa proporcional (30,9) de homicídios entre os municípios do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba.

A pesquisa referente ao ano de 2017 analisou as cidades mineiras com mais de 100 mil habitantes. Entre as 32 cidades de Minas Gerais que se enquadravam no mesmo perfil, Araguari ocupava o 7º lugar no ranking estadual e 1º no âmbito regional.

Com 117.445 habitantes no ano em questão, Araguari registrou 18 homicídios ocultos. Em segundo lugar ficou o município de Uberlândia com 119 homicídios registrados, sendo 15 considerados ocultos, apresentando uma taxa de 19,5. Na sequência vinha Uberaba com 52 homicídios registrados e uma taxa 16,4.

5 Comentários

  1. carlos eduarto disse:

    quando vão colocar o 190 de novo em Araguari o Copom e Uberlândia

  2. Anônimo disse:

    Essa ordem deve ter partido lá de BH. É um tal de querer regionalizar as coisas.Deve ter partido da mente atrasada de alguém que não conhece a realidade do povo.

  3. O Federal ( Metodologia Americana ) disse:

    Bom Trabalho a Polícia Militar
    Vocês e o sucesso do Municipio de Araguari.
    Reduzir a Corrupcao e Fiscalizar o nosso querido Município.
    Que Deus abençoe a todos .

  4. Anonimo disse:

    Estranho isso, Araguari tem o maior indice de homicidios da região e a setima do estado, segue link da reportagem https://g1.globo.com/mg/triangulo-mineiro/noticia/2019/08/06/araguari-tem-a-maior-taxa-de-homicidio-do-triangulo-e-alto-paranaiba-diz-ipea.ghtml , como o reporter que fez esta materia não vai atrás de numero?

  5. O Federal ( Metodologia Americana ) disse:

    Avisamos para as pessoas na epoca de politica nao espalhar muita mentira que nao pode ser comprida . E nao fique atrapalhando a vida de quem quer progresso para o municipio . Ajudar os comerciantes, empresarios da Cidade . E continuamos a pedir que nao espalhe mentiras nas redes Sociais .

Deixe seu comentário: