Domingo, 25 de Agosto de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Amor pelo ensino motiva aluna surda a se formar em pedagogia

qua, 30 de janeiro de 2019 05:13

por Mel Soares

Primeira profissional da área em Araguari participa de colação de grau hoje

Hoje, dia 30 de janeiro, a formanda Ivana Cristina Vieira Pedro, de 25 anos, participa da colação de grau oficial do curso de Pedagogia do Imepac (Instituto Master de Ensino Presidente Antônio Carlos) sendo a primeira pessoa surda a se graduar na instituição de Araguari. Toda a cerimônia será ministrada por meio da Língua de Sinais Brasileira – Libras.

Ivana, de 25 anos, é casada e mãe de João Vitor. Há cinco anos, ela começou a trabalhar em um supermercado da cidade, mas o seu sonho é ministrar aulas por meio da Língua de Sinais. “O curso foi excelente e o meu objetivo é trabalhar com crianças surdas”, destacou ao ser entrevistada por mensagem de aplicativo de celular.

Jovem tem 25 anos de idade

Jovem tem 25 anos de idade

Para a mãe de Ivana, Idenice Cristina Pedro, o momento é de muita alegria e sensação de missão cumprida. Em entrevista, ela conta que o diagnóstico da filha foi descoberto quando ela estava com três anos de idade. Desde então, Ivana iniciou os tratamentos e contou, sobretudo, com o apoio de profissionais da APAE (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais). Entre os 6 e 9 anos de idade, a jovem estudou na APAE, e depois disso, foi encaminhada a escolas públicas. Naquele período a falta de um intérprete dentro da sala de aula era o principal desafio, que comprometia o bom andamento do processo educacional da filha. “Antigamente não havia pessoas preparadas, mas assim que ela foi para a escola Madre Maria Blandina – Polivalente o ensino melhorou significativamente, sobretudo, porque contávamos com professoras de libras. No Polivalente ela foi acolhida por todos, principalmente, pelas intérpretes como a Letícia e Raquel, e pela diretora Valéria”, disse.

Estudiosa e sempre tirando as melhores notas, Ivana foi se destacando e não pensou duas vezes ao decidir ingressar na faculdade. E a trajetória dela na faculdade motivou outros surdos a também optarem pelo ensino superior. Atualmente, o Imepac conta com mais dois alunos surdos que também cursam pedagogia em períodos anteriores.

Com o aparelho auditivo Ivana consegue ter 10% de audição sendo que ela consegue fazer 100% de leitura labial. Apesar dos aspectos positivos, a mãe admite que o preconceito ainda existe. “Quem convive sabe muito bem a luta, pois muitas portas se fecham, por outro lado, muitas portas se abrem”, concluiu.

3 Comentários

  1. Ivana cabral disse:

    Eu estou muito feliz.
    Muito obrigada jornal

  2. ANONIMA disse:

    Boa tarde.

    O título do artigo diz “Primeira profissional da área em Araguari…”, se você estiver falando da área da educação, desculpe, mas preciso informá-la que a primeira é a Ana Carolina, formada em Pedagogia nos tempos da fafi, e a segunda é a Joiciene, a mesma é a primeira surda a se formar pela ufu. É claro que isso é irrelevante, o que conta é o quanto essas pessoas se profissionalizaram durante o curso, isso sim fará diferença nas suas carreiras.
    A Ivana é a primeira surda formada na gestão imepac que, por sinal, dá uma aula de inclusão em muitas instituições, parabéns imepac.
    Parabéns Ivana e parabéns a todas essas pessoas que, apesar de suas limitações, conseguem se superar!

    ANONIMA

  3. Mel Soares disse:

    Olá Anônima,

    Quis dizer da área de Pedagogia. A Joiciene, que inclusive fizemos matéria com ela, se formou em Letras. Sobre Ana Carolina, realmente não tivemos essa informação. Seria até mesmo uma boa pauta, principalmente se ela atuar na área. Se tiver contatos, nos passe, por favor. Obrigada!

Deixe seu comentário: