Quinta-feira, 21 de Março de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Acusado pela morte de “Baianinho” ainda não foi julgado

sex, 15 de fevereiro de 2019 05:15

Da Redação

Em outubro de 2017, o Ministério Público de Minas Gerais ofereceu denúncia contra Maicon Alves, pelo assassinato de Marcos de Castro Sobrinho Neto, o Baianinho, 18 anos, na madrugada do dia 26 de dezembro de 2016, na rua I, residencial Bela Suíça 3. No entanto, dois anos e dois meses após os fatos, o acusado ainda não foi submetido a julgamento popular e não há previsão de quando isso ocorrerá.

Assassinato de “Baianinho” ocorreu no final de 2016 ** Arquivo

Assassinato de “Baianinho” ocorreu no final de 2016
** Arquivo

 

Segundo levantado pela reportagem, uma audiência com o acusado está programada para novembro de 2020. Esse caso é apenas um dos muitos que ainda não apresentaram uma resposta da Justiça à sociedade araguarina, em se tratando do crime mais grave contra a vida.

O inquérito policial foi concluído pelo delegado Felipe Oliveira Monteiro em setembro de 2017. Na época, cinco pessoas foram indiciadas: o suspeito de efetuar os disparos, o irmão dele que teria fornecido a arma de fogo utilizada no crime e três suspeitos por falso testemunho. O delegado disse que a motivação para o homicídio teria sido uma discussão ocorrida numa festa momento antes.

Maicon Alves, 29 anos, se apresentou espontaneamente na Delegacia dois meses após o crime. Em depoimento, assumiu ter matado o desafeto. “O investigado confessou ter sido o autor dos disparos que ceifaram a vida da vítima e disse que somente atirou porque Baianinho também estava armado”, contou o delegado, acrescentando que testemunhas foram ouvidas e não mencionaram que o rapaz estivesse portando arma de fogo na noite dos fatos.

O acusado possui outras passagens no sistema policial, dentre as quais por suspeita de envolvimento com drogas e disparos de arma de fogo. Audiências foram agendadas na 2ª Vara Criminal da Comarca de Araguari.

O CRIME

Marcos de Castro Sobrinho Neto foi morto por disparos de arma de fogo. O jovem tinha sido baleado um mês antes, durante evento em um clube campestre da cidade, sofrendo ferimentos graves.

Baianinho teria saído do residencial Portal dos Ipês para resolver algumas pendências no Bela Suíça, provavelmente em função dos fatos ocorridos em novembro. Testemunhas disseram aos policiais militares que ele e amigos depredaram um Chevette, de Indianópolis, que estava em via pública. A partir daí o suspeito atirou contra o rapaz, atingindo o pescoço. Na Unidade de Pronto-Atendimento 24 Horas o óbito foi confirmado.

A PM chegou a localizar três pessoas no veículo danificado, no bairro Maria Eugênia e estas teriam afirmado que Maicon disparou contra a vítima.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: