Segunda-feira, 01 de Junho de 2020
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Coluna: Neuropsi

qui, 21 de maio de 2020 00:01

Abertura-neuropse

1-O que é Transtorno Opositivo Desafiador (TDO)?

 O transtorno de oposição (TDO) é um transtorno  caracterizado por um padrão global de desobediência, desafio e comportamento hostil. A criança ou adolescente discute excessivamente com adultos, não aceitam responsabilidade por sua má conduta, incomodam deliberadamente os demais, possuem dificuldade de aceitar regras e perdem facilmente o controle se as coisas não seguem a forma que eles desejam.

.2-Qual a idade e sexo mais acometidos?

O TDO é bastante comum, ocorrendo entre 2% a 16% das crianças e adolescente. Em crianças menores é mais comum em meninos, mas durante a adolescência ocorre com freqüência em ambos os sexos. O inicio é geralmente gradual e aumenta a gravidade dos problemas de comportamento ao longo do tempo.

 3-Como eu sei se meu filho tem TDO?

Para que a criança seja diagnosticada é necessário que ela apresente perda de paciência, discussão com adultos, desafio ou recusa em obedecer a regras ou solicitações feitas por adultos, fazer coisas que aborreçam as pessoas de propósito, responsabilizar outras pessoas por seus próprios erros ou mau comportamento, incomodar-se facilmente com os outros, ficar com raiva, ressentimento ou ser vingativa ou maldosa.

4-Como pode ser tratado?

 A melhor maneira de tratar uma criança com  transtorno de oposição inclui  Psicoterapia infantil, que abrange técnicas de manejo e modificação do comportamento, utilizando uma abordagem coerente da disciplina, e seguir com reforço positivo de comportamentos adequados. É muito difícil os pais lidarem com estas crianças e adolescentes, por isso é indicado a “Orientação de pais”, para melhor entendê-los além de obterem apoio e compreensão, e consequentemente receberem treinamento acerca de habilidades de manejo destas crianças. O sucesso do tratamento requer empenho e acompanhamento em uma base regular de ambos pais e professores.

 5-Alguma sugestão aos pais?

Uma das melhores formas de ensinar a criança a seguir regras é o sistema de fichas. É discutido com a criança e os pais, os comportamentos desejados (tarefas, objetivos) e escritos em uma cartolina. Cada tarefa, se cumprida, valerá um tanto X de pontos, dependendo da facilidade e do esforço. Todos esses pontos, acumulados durante os dias de intervenção, podem ser trocados por prêmios, que são definidos previamente no começo da intervenção.

6-Como trabalhar TOD na escola?

O Transtorno Opositivo Desafiador (TOD) pode representar um aspecto preocupante aos educadores, pois, é normal que muitos desses profissionais ainda não saibam como lidar com tal situação. Se você enfrenta um dilema parecido em sala de aula, veja como trabalhar de forma proveitosa para todos.

É importante saber que quando uma criança apresenta características do TOD, ela pode ter bons resultados pedagógicos. Tudo isso depende, é claro, de algumas adaptações que visem ao que é esperado.

7-Quais são as sugestões da criança com TOD na escola?

A primeira sugestão é fazer algumas mudanças que podem beneficiar o aluno, como colocá-lo em um lugar que não o faça distrair. Sendo assim, vale tentar reposicioná-lo na primeira fileira, por exemplo. O TOD não é uma condicionante do TDAH, mas os dois transtornos podem apresentar comorbidades. Estima-se que 50% dos pacientes apresentem ambos. O fato de o aluno não ter com o que se distrair favorece a apreensão do conteúdo e, consequentemente, um clima mais harmônico entre o pequeno e seus colegas. No entanto, é sempre bom ressaltar que cada caso pode variar muito.

8-O professor pode advertir essa criança se precisar?

Quando o aluno quiser adotar comportamentos que chamem a atenção, a melhor maneira é não repreendê-lo na frente dos coleguinhas. Ao adverti-lo, faça da maneira mais branda possível e nunca o coloque em uma situação de constrangimento. É importante que você estimule a amizade da criança. Outra sugestão  é sempre  manter a calma, mesmo em momentos de agressão. Quando a criança com TOD é contrariada, ela pode agir de forma mais ríspida e ameaçar a bater. A melhor forma de lidar com isso é segurar-lhe as mãos, agachar-se junto dela e falar com muita doçura para que a criança perca a coragem de prosseguir com o ato pensado anteriormente.

9-O que os pais NÃO devem fazer?

•Utilizar de agressão física/verbal para que seu filho obedeça;

•Orientar a criança à distância (deve orientar olhando para criança e certificando que ela compreendeu);

• Dar instruções vagas (por ex.: “seja uma boa criança”);

•Orientar com muitas explicações (argumentar excessivamente), é bem provável que a criança vá se perder e não compreender a mensagem;

• Orientar em tom ameaçador (em casos onde existe um acontecimento já instalado, é normal que os pais deem bronca com tom ameaçador para criança recuar, nesses casos a criança tende a revidar);

• Pedir que realize alguma tarefa em forma de pergunta (você pode ir agora fazer as lições de casa? Vai abrir espaço para que a criança pense e diga não).

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: