Domingo, 21 de Julho de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Neuropsi – O que é estupro?

qui, 14 de setembro de 2017 05:08

Abertura-neuropse

1-O que é estupro?
Estupro é o crime que consiste no constrangimento a relações sexuais por meio de violência e violação.

Os dados são preocupantes: três mulheres são estupradas a cada minuto em todo o mundo. A agressão sexual é parte de uma dolorosa realidade da qual não podemos negar. O estupro é uma experiência muito traumática, cujas consequências podem afetar a vítima pelo resto de sua vida, inclusive causando danos psicológicos (80% das vítimas)

2-Quais os danos ocasionados à vítima de estupro?
As sequelas são múltiplas sendo psicológicas e físicas. A maioria das vítimas de estupro sofre de uma série de sintomas. Existem efeitos psicológicos e físicos decorrentes de um estupro ou de uma agressão sexual. As vítimas de estupro sentem medo, culpa, ódio, vergonha e desconfiança após a experiência traumatizante. Muitas delas passam a ter problemas de autoestima, depreciação e desapego por si mesmas. Uma mulher que sofreu um estupro tem grandes chances de desenvolver depressão, se isolar e até mesmo se marginalizar.

3-Quais os danos físicos?
Posterior à agressão, as vítimas podem ter diversos sintomas, como fadiga e cefaleias, pode haver também dor devida a traumatismo físico durante a agressão.

4-Quais os danos psicológicos?
Distúrbios do sono são comuns, depressão, transtorno de estresse pós-traumático, sentimento de degradação e perda da autoestima, sentimento de despersonalização ou desrealização, culpa, ansiedade, temor de andar ou ficar só. Medo das pessoas atrás delas e de multidões, temores sexuais, pesadelos repetidos recapitulando o estupro, síndrome do pânico, tendências suicidas e problemas com relacionamentos íntimos.

5- Como é o perfil dos estupradores?

São agressores que não escondem a identidade porque, para eles, essa é a utilidade da mulher. Eles escolhem locais seguros. São pessoas que convivem bem na sociedade, mas sempre vendem a fama de machão. Os ‘dominadores’ são estupradores que querem demonstrar virilidade e superioridade. Enxergam a mulher como uma figura submissa, com serventia exclusiva para o ato sexual predatório.

Existem muitos estupradores com transtorno de personalidade. Há, também, aqueles que têm anomalia na formação da personalidade, principalmente na parte sexual. São pessoas inseguras, sem capacidade de conquistar uma mulher e, normalmente, acham que o desempenho sexual é ruim. Ele só consegue ter sexo à força, nunca em uma relação de igualdade.

6-Qual a patologia mais comum do estuprador ?
Dentro do universo de estupradores com patologia, a mais comum é a psicopatia. O psicopata tem como principal característica a falta de culpa e de remorso. É uma pessoa sem empatia em relação a outros seres humanos e incapaz de prever as consequências dos seus atos. Toda doença mental é multifatorial. Grande parte dos psicopatas apresenta transtorno de conduta quando criança. São pessoas que viviam em ambientes violentos e socioeconomicamente ruins, sem a figura de uma pessoa cuidadora.

A recuperação de um criminoso sexual por tratamento psiquiátrico existe, mas não é simples nem usual. Além de dispendioso, é dificílimo tratar alguém que não acredita ter culpa, ou sequer considera que cometeu um crime. Entre os profissionais dedicados a esse tipo de tratamento, é infinitamente maior a preferência por atender as vítimas, não os autores. O resultado é o esperado: estupradores, depois de algum tempo presos, voltam para as ruas e cometem outros abusos.

7-Quais são as consequências psicológicas após o estupro?

Nos meses seguintes após o estupro a maioria das vítimas começam a ter problemas para dormir, às vezes não conseguem dormir com as luzes apagadas e entram num estado constante de alerta e hipervigilância. Elas começam a se isolar, têm medo de sair de casa e frequentar locais abertos, geralmente se afastam das suas redes de amizades.

8-Quais são as consequências do estupro na vida familiar, no trabalho e relacionamentos ?
A violação provoca um forte impacto na autoestima da mulher, na forma como ela se relaciona com as outras pessoas e consigo mesma. Isto significa dizer que uma mulher que foi sexualmente abusada não tem apenas a necessidade de fugir das lembranças do estupro, mas também vivencia uma preocupação excessiva de que isso venha a ocorrer novamente e vive em estado de alerta. Uma vítima de estupro sofre um ataque total à sua integridade física e mental, assim como à sua privacidade e dignidade. Um estudo realizado no México revelou que 91% das vítimas de estupro abandonam o seu trabalho após o ocorrido, mesmo que essa seja sua única fonte sustento.

9-E as relações sexuais após o estupro?

Os sentimentos de culpa e vergonha devido a experiência traumatizante afetam os relacionamentos e a vida sexual da vítima. Ela se torna extremamente sensível com relação ao sexo, pois tudo que envolve esse assunto pode fazer com que ela relembre o evento traumatizante. Nesses casos, ambos os parceiros precisam seguir uma terapia conjunta com um psicólogo especializado nesse tipo de caso. Quando a mulher que foi abusada sexualmente não tiver um parceiro sexual fixo, o papel da família se torna essencial na sua readaptação. Infelizmente nem todas as vítimas têm o suporte familiar, nesse caso a terapia e os amigos mais íntimos são importantes na sua recuperação.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: