Terça-feira, 12 de Novembro de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Neuropsi – O que é a Síndrome do Ninho Vazio?

qui, 28 de setembro de 2017 05:29

Abertura-neuropse

1- O que é a Síndrome do Ninho Vazio?
É um conjunto de pensamentos e sentimentos negativos e nostálgicos como a sensação de incerteza, a tristeza ou a perda do sentido da vida, por parte dos pais, quando os filhos vão embora de casa. De repente se veem sós, depois de um longo período de tempo cuidando e educando seus filhos.

 2-Quais as características dessa síndrome?
A síndrome do ninho vazio como qualquer síndrome tem um fundo psicológico. Apesar da dor, isto não é doença. Ocorre com muita frequência e principalmente com mulheres que não desenvolveram outros papéis, fixaram-se unicamente no papel de mãe.

3-Como essas mães se apresentam?
As mães enfrentam um período de tristeza profunda, solidão e um enorme vazio que parece não ter fim. Elas constatam que já não é necessário desempenhar o papel de mãe ao qual estavam acostumadas e agora precisam se adaptar à nova vida longe dos filhos. É como se a vida perdesse todo o sentido, pois não se sentem mais úteis. Este drama interno acontece, não porque seus filhos já não dependem mais da mãe, mas porque ela é dependente deles, ou seja, depende daquela dependência que eles tinham por ela.
O problema se agrava com a chegada da menopausa, pelo processo de modificação corporal fisiológico. O corpo, internamente, vai tomando consciência de que já não pode mais gerar e associado à saída de casa dos filhos, a sensação de tristeza aumenta.

4-Existe tratamento?
Habitualmente, a síndrome do ninho vazio é pontual, ou seja, possui hora certa para ser findada, sendo que sua duração se estende do instante de separação dos filhos até o estabelecimento de uma nova ordem familiar. Todavia, caso a tristeza presente na síndrome se prolongue e vier acompanhada por ausência de objetivos, pode transformar-se em depressão. Além disso, existe um fato que agrava ainda mais a situação no caso das mulheres já maduras: a menopausa. Esta, por sua vez, faz com que a mulher se sinta envelhecida, sem função reprodutora, com autoestima baixa e sua imagem refletida no espelho não lhe agrada mais, resultando em uma mulher emocionalmente abalada.

5-Mas, o que fazer quando os filhos vão embora de casa? Como conviver com o companheiro outra vez, depois de tanto tempo?
O certo é o  redescobrimento do casal, voltando a viver uma época passada que aconteceu há muito tempo e que talvez nem se lembrem ou  uma nova etapa na qual navegar. Pode ser a solução ou o incentivo para os sentimentos que aparecem, já que ambos estão muito mais maduros que no começo, quando ainda não tinham seus filhos.
Portanto, começar a ter uma rotina sem filhos é uma tarefa que vale a pena fazer com alegria, não com tristeza, nem nostalgia. É verdade que no início é difícil, mas é a “lei da vida”. Na verdade, os pais em algum momento também foram filhos que saíram de casa para se casar, por exemplo.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: