Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Caso Piracaíba

qua, 11 de outubro de 2017 05:53

Por Luiz Muílla

O Piracaíba voltou recentemente ao futebol amador, após um período inativo. Tem história em Araguari, inclusive com títulos em competições promovidas pela LAF. Vários abnegados passaram pelo clube assim como atletas renomados. É digno de respeito.

O Piracaíba, no entanto, cometeu um erro gravíssimo, como fizeram outros clubes da cidade, dentre eles Mauá, América, Amorim, Ajax, Araguari, Santos, União etc. Colocou um jogador irregular em campo, no caso, o atacante João Cláudio, conhecido como Cacau, atuou com quatro cartões amarelos. Após receber o terceiro, ele deveria ter cumprido suspensão automática.

O Piracaíba joga toda a responsabilidade para a Liga Araguarina de Futebol, de acordo com requerimento enviado ao Tribunal de Justiça Desportiva. Faz comparações com outros erros nacionais, onde clubes foram absolvidos.

Caso Piracaíba

Caso Piracaíba

Não há como negar que o atleta, mesmo sendo do setor ofensivo, tomou cartões amarelos contra Botafogo, Grêmio, Santa Helena e Paulista. Logo após o terceiro jogo, a Equipe Futebol ao Vivo, da Rádio Vitoriosa AM, divulgou em seu programa do horário do almoço, os jogadores com três cartões amarelos e ainda brincou com o atacante Cacau, de forma carinhosa, como sempre o faz.

Em que pese o direito de lutar por seus interesses, o Piracaíba não assume a sua culpa, a qual ficou explícita diante dos comprovantes entregues ao final dos jogos. Neles, há o relatório de todos os atletas advertidos com cartões amarelos. Por esse controle, a grande maioria das equipes sabe quem pode ou não entrar em campo. É a mesma coisa que receber a nota fiscal de qualquer pagamento e guardá-la. Se houver nova cobrança, a prova da quitação estará em mãos.

Imaginem se a Liga Araguarina de Futebol tiver que avisar sempre quanto às punições. Quando se esquecer, vai virar festa. Federação Mineira e Confederação Brasileira deixam a cargo dos dirigentes essa conferência. E mesmo que fossem responsáveis por tal feito, seria prudente os clubes estarem atentos.

Deixar de punir o Piracaíba seria mais um erro gravíssimo no futebol amador local. Como ficariam as demais equipes da Segunda Divisão, especialmente o Santa Helena, interessado direto na última vaga para as Semifinais?

Não há que se falar em “perseguição” ou “torcida contra” deste cronista com mais de 20 anos de experiência no esporte, inclusive com inúmeras divulgações do próprio Piracaíba. Apenas não se pode admitir que um clube se passe por inocente e deixe como vilã uma entidade séria, que sempre zelou pelo bom andamento de seus clubes.

Errar é sempre desagradável e assumir esse ato é mais constrangedor ainda. Porém, o verdadeiro espírito do futebol amador não pode ser o maior derrotado nessa história.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: