Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Será que não leram o guia do participante?

qui, 22 de janeiro de 2015 00:01

ABERTURA DEBAIXO DO PE DE LIMAO
Por Priscila Diniz

“Será?! Será que mais de meio milhão dos quase dez milhões de candidatos inscritos no último Exame Nacional do Ensino Médio, o famoso Enem, não leram o guia do estudante? Aquele que está no mesmo site que se faz a inscrição. Lá tem todas as informações sobre a forma como a redação do exame é corrigida e, inclusive, o tópico: quais as razões para se atribuir nota zero à redação.”

Este foi o comentário que ouvi de uma cobradora do ônibus que vou para a faculdade. Então, passei a manhã toda refletindo sobre isso. Será que o problema de tanta gente zerar a redação do maior exame de conhecimentos do país está realmente em não ler o guia do participante?

Acredito severamente que não. Também não venha falar que o problema é por inteiro só dos nossos governantes. Ok que a política está aí, e é fácil perceber que a corrupção está em todos os lugares, se corrompe quem quer e pode, mas as mínimas corrupções estão dentro de casa, nos detalhes do nosso cotidiano.

Assim, continuamos todos nós brasileiros, carecas de saber que a educação ainda está longe de ser a ideal para construir um país melhor. O problema então está no sistema como um todo. A nação em si. Ontem meu pai me disse assim: “Pra quê o governo vai investir em educação se é muito mais fácil manipular cidadãos leigos?” Confesso que senti esse pensamento um pouco arcaico, mesmo assim não é algo que dá pra simplesmente ignorar e me deixou ainda mais reflexiva.

E, é nesta linha de pensamento que aqui exponho minha opinião. Segundo o Inep, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, a redação do Enem é corrigida por dois especialistas, de forma independente, e nenhum pode ver a nota atribuída por outro. Se houver uma discrepância entre os valores totais que ultrapasse 100 pontos, a redação passa por um terceiro corretor.

Oi?! É isto mesmo produção?! Até que ponto as quase dez milhões de redações são corrigidas com total lucidez e imparcialidade? Quantos provas cada corretor corrige diariamente? Será que dá pra contestar sem as muralhas da burocaria quando realmente achar minha nota injusta? Talvez o problema dos zeros atribuídos a mais de meio milhão de redações não esteja simplesmente na não leitura do guia do participante. Afinal, escrever é algo muito subjetivo. Todos nós somos diferentes. É claro que existe a chance de pessoas zerarem a prova. Porém, esta quantidade assusta qualquer um.

Também não culpe apenas a forma como sua prova é corrigida. Você que tirou um zero no exame que bateu recorde de inscritos em 2014, passe a acreditar na sua capacidade de ler, ler muitas vezes. Escreva mais. Pesquise mais. Frequente bibliotecas, mesmo que na sua opinião, elas estejam precárias. Leia até o que não gosta, como por exemplo, o guia do participante do Enem. O primeiro passo está dentro de você. Então não corrompa sua única saída: estudar!

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: