Sexta-feira, 19 de Julho de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

De Prosa com a Ares entrevista: Adélio Júnior

qui, 7 de agosto de 2014 00:03

abertura de prosa com a ares
Por Rafael Queiroz

O número de empresários que tem optado por investir em uma franquia em vez de criar uma marca própria é grande – e cresce cada vez mais. A aposta em um conceito já existente, com dados para nortear o cálculo de riscos do investimento e reduzir os erros comuns no início de um novo negócio, é vista com bons olhos por quem deseja investir, bem como os padrões de qualidade e metodologias já estabelecidas pela empresa franqueadora. Uberlândia tem se destacado no mercado de franquias, e já é a segunda cidade de Minas com maior número de unidades em funcionamento e também de empresas franqueadoras. De acordo com levantamento feito pela Rizzo Franchisee Consultoria, a cidade é a 29ª colocada no Brasil em franquias instaladas, número que tende a crescer ainda mais devido ao desenvolvimento da cidade e crescimento de seus centros comercias.

O segmento de alimentação é o grande destaque deste mercado na cidade e já representa 24% das franquias. Buscando desenvolver ainda mais o setor, dezoito empresas de Uberlândia promoverão, no próximo mês, o Uberlândia A‘gosto: um mês inteiro de ações promocionais e atividades para qualificação dos estabelecimentos. Dentre elas, estão cursos de manipulação de alimentos, atendimento ao cliente, marketing pessoal e etiqueta, que têm o intuito de movimentar e desenvolver o setor gastronômico local. O Uberlândia A’gosto é uma iniciativa do Udifoods, núcleo do Programa Empreender Uberlândia, da Aciub.

Conversamos com Adélio Júnior, franqueado da Vivenda do Camarão em Uberlândia para saber mais sobre o evento:

ARES: O mercado de franquias vem crescendo no Brasil, e o segmento de alimentação é um dos principais responsáveis por alavancar esse crescimento. Como você vê o mercado local e quais as expectativas do setor para a cidade?
ADÉLIO: Uberlândia ainda é uma cidade em franco crescimento na área de alimentação. Ano a ano, grandes franquias e restaurantes renomados fazem suas pesquisas no mercado da cidade para ver a viabilidade do negócio, mas ainda esbarramos nas refeições das famílias feitas em casa – como “ainda” não temos problemas de trânsito, o Uberlandense prefere se reunir para fazer sua refeição no lar. Mas enxergo uma pequena melhora nesse fato, pequena, mas enxergo.

Para o empresário do setor, sempre que se fala em vendas, a expectativa tem que ser a melhor possível. Creio que o mercado irá melhorar bem de agosto a dezembro, quando começam as compras de fim de ano.

ARES: Uberlândia é a segunda cidade com maior número de franquias e também de empresas franqueadoras no estado, como atrair mais investimento para a cidade e tornar o setor ainda mais lucrativo?
ADÉLIO: Creio que isso é natural. A cidade vem se desenvolvendo muito em vários setores. Grandes empresas já fazem de Uberlândia um pólo logístico e de negócios muito forte. O setor de alimentação vem só complementar o que já acontece há quase uma década. O que aconselho é só tomar cuidado na escolha da operação do local e procurar conversar com outros empresários da área que já atuem no mercado para que não faça de um sonho um pesadelo.

ARES: O que faz do setor gastronômico o principal alvo de investimentos na cidade?
ADÉLIO: O fato das pessoas terem que se alimentar três ou quatro vezes ao dia dá a impressão, aos que apostam em um novo negócio, que a alimentação é uma grande mina de ouro, mas não é. Uma operação de alimentação é bem árdua, problemas com recrutamento, mão de obra, desperdício e dedicação integral ao negócio leva os futuros empresários a se queixarem e até abandonar o negócio depois de certo tempo. É claro que se você se prepara, gosta do que faz e se dedica, pode sim colher bons frutos, mas nada vem sem muito trabalho.

ARES: O Uberlândia A’gosto surge a partir de quais necessidades?
ADÉLIO: O evento nasceu dentro da Associação Comercial e Industrial de Uberlândia, no núcleo Udifoods, do Empreender Uberlândia, na necessidade de criarmos um mês voltado totalmente para a gastronomia. Precisávamos de algo que, além de aumentar as vendas, trouxesse reciclagem aos empresários e até aos colaboradores de cada empresa. Teremos um concurso, palestras motivacionais, curso de manipulação de alimentos, workshops, e, na abertura, dia 5 de agosto, aconteceram palestras com dois grandes nomes do mercado de franquias nacional: Fernando Perri, CEO da Vivenda do Camarão e Paulo Hurtado, diretor de expansão do Divino Fogão.

ARES: Qual a expectativa dos estabelecimentos participantes com essa iniciativa?
ADÉLIO: É a melhor possível. São 18 operações muito importantes e conhecidas em Uberlândia, marcas famosas e restaurantes muito bem conceituados no mercado. Todos os empresários envolvidos no evento esperam vender de 15% a 20% a mais em agosto, atraindo assim aquelas pessoas que são clientes e que já deixaram de ir às operações há um bom tempo e também aquelas que preferem se alimentar em casa.

ARES: Como essa associação entre os empresários tem sido conduzida?
ADÉLIO: É muito importante a união do empresariado em qualquer setor. Como falei anteriormente, a associação é do núcleo Udifoods, do Empreender da Aciub, e nos encontramos duas vezes ao mês na sede da entidade para debatermos sobre o cenário gastronômico da cidade. Aproveito essa chance para convidar a todos que possuem comércios voltados à alimentação para participar do Udifoods e deixar as portas da Aciub abertas para que possam nos procurar e fazer parte do grupo.

ARES: O que o Uberlândia A’gosto pode trazer à cidade?
ADÉLIO: Esperamos que não só a população de Uberlândia, mas também as cidades próximas venham prestigiar o Uberlândia A’gosto! Creio que o evento ganhará força ano a ano, e espero que o mercado da gastronomia na cidade se torne um dos pontos chaves do turismo na região.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: