Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Direito e Justiça

qui, 27 de abril de 2017 05:38

Abertura-direito-e-justica

Espaço Jurídico Rodrigo Cardoso Fernal – EJRCF:

(Doações feitas em 16. 12. 2016)

 

  • Direito do Consumidor.

         Humberto Theodoro Júnior – Editora Forense

 

  • Direitos do Consumidor.

         João Roberto Parizotto – Editora Parizotto.

 

  • Legislação Previdenciária (anotada)

         Wagner Balera – Editora Revista dos Tribunais.

 

  • Direito Ambiental Internacional – Política e Consequências.

         Zulmira M. de Castro Baptista – Editora Pillares.

 

  • Manual Prático do Consumidor – Doutrina, Legislação, Prática.

         José Gilmar Bertolo – Editora JHMIZUNO.

 

  • Introdução ao Direito.

         J. M. Leoni Lopes de Oliveira – Lumen & Juris Editora.

 

  • Lições Preliminares de Direito.

         Miguel Reale – Editora Saraiva.

 

  • Manual de Direito do Consumidor.

         José Geraldo Brito Filomeno – Editora Atlass.

 

  • Direito Constitucional. Série Provas & Concursos.

         Adriano Marcon – Editora Abril Educação.

 

  • Trabalho Doméstico (Um guia prático para empregados e empregadores).

         Afonso Paciléo Neto – Editora Sensus.

 

  • APOSTILA – Concurso Público – PMMG (Curso de Formação de soldados).

         Apostila Solução.

 

  • Vade Mecum Saraiva – OAB e Concursos.

         Editora Saraiva Jus.

 

  • Questões Comentadas dos Exames das Defensorias Públicas Estaduais e da União.

         Marco Antônio Araujo Jr. e outros – Editora Revista dos Tribunais.

 

  • Direito Constitucional Esquematizado.

         Pedro Lenza – Editora Saraiva.

 

  • Direito do Consumidor Esquematizado.

Fabrício Bolzan – Editora Saraiva.

 

  • Vade Mecum – Área Militar.

         Editora Rideel.

 

 

  • Novo Código de Processo Civil – 2016.

         Editora Saraiva.

 

  • O Julgamento de Sócrates Sob a Luz do Direito.

         Roberto Victor Pereira Ribeiro – Editora Pillares.

 

  • Juiz Não é Deus – “Juge  N est Pas Dieu”.

         Lenio Luiz Streck – Juruá Editora.

 

  • Vade Mecum Para Concursos Públicos de Nível Médio e Superior.

         Editora Revista dos Tribunais.

 

                            ————————————————————

 

A idade sexual do homem comparada aos aviões:

 

 

Homem até os 20 anos: 

 

Avião de Papel - Apenas voos rápidos, de curto alcance e duração. Em geral, decola com o auxílio da mão do dono.

 

Dos 20 aos 30 anos:

 

Avião de Caça Militar – Sempre a postos, 24 horas por dia, 7 dias por semana. Ataca qualquer objetivo. Capaz de executar várias missões, mesmo quando separadas por curtos intervalos de tempo.

 

Dos 30 aos 40 anos: 

 

Aeronave Comercial de Voos Regionais – Mantém horários regulares. Destinos bastante conhecidos e rotineiros. Os voos nem sempre saem no horário previsto, o que demanda mudanças e adaptações que irritam a clientela.

 

Dos 40 aos 50 anos: 

 

Aeronave Comercial de Voos Internacionais – Opera em horário de luxo. Destinos de alto nível. Voos longos, com raros sobressaltos. A clientela chega com grande expectativa; ao final, sai cansada, mas satisfeita.

 

Dos 50 aos 60 anos: 

 

Aeronave de Carga – Preparação intensa e muito trabalho antes da decolagem. Uma vez no ar, manobra lentamente e proporciona menor conforto durante a viagem. A clientela é composta majoritariamente por malas e bagulhos diversos.

 

Dos 60 aos 70 anos: 

 

Asa Delta – Exige excelentes condições externas para alçar voo. Dá um trabalho enorme para decolar e, depois, evita manobras bruscas para não cair antes da hora. Após a aterragem, desmonta e guarda o equipamento.

 

Dos 70 aos 80 anos: 

 

Planador – Só voa eventualmente e com auxílio. Repertório de manobras extremamente limitado. Uma vez no chão, precisa de ajuda até para voltar ao hangar.

 

Depois dos 80 anos: 

 

Aeromodelo – Só serve para enfeite.

 

 

FONTE:      Enviado pelo WHATSAPP.

 

 

—————————————————–

 

        

DEUS  =   Por Albert Einstein

 

  • Ulm (* Alemanha, 14.03.1879 –  Princeton (+ EUA, 18.04.1955). Físico alemão radicado nos Estados Unidos, desenvolveu a Teoria Geral da Relatividade e ganhou o Prêmio Nobel de Física, em 1921.

 

  1. 1.      Deus é a lei e o legislador do Universo.

 

  1. 2.      Sem Deus, o Universo não é explicável satisfatoriamente.

 

  1. 3.      O azar não existe. Deus não joga dados.

 

  1. 4.      Coincidência é a maneira que Deus encontrou para permanecer no anonimato.

 

  1. 5.      Quanto mais me aprofundo na Ciência, mais me aproximo de Deus.

 

  1. 6.      Quando abro a porta de uma nova descoberta, já encontro Deus lá dentro.

 

  1. 7.      A luz é a sombra de Deus.

 

  1. 8.      Eu quero saber como Deus criou este mundo. Não estou interessado neste ou naquele fenômeno. Eu quero conhecer os pensamentos DELE, o resto são detalhes.

 

  1. 9.      Cada descoberta nova da Ciência é uma porta pela qual encontro mais uma vez Deus, o autor dela.

 

                   *         Rogério Fernal

Juiz de Direito aposentado. Ex-Professor Universitário de Direito, Advogado militante, Mestre Maçom, conferencista e articulista.

e-mail: rogerio_fernal@hotmail.com

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: