Sexta-feira, 19 de Julho de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Direito e Justiça

qui, 20 de abril de 2017 05:07

Abertura-direito-e-justica

Pinga-fogo:

(Ou curtas e grossas; se preferir, misture os dois …)

 

 

  • Temos poucos feriados… A folga é pouca. É PRECISO REVER ISSO … !!!

 

  • O chinês é muito pragmático: vive experimentando. Se o experimento der certo, ele o replica; se não, ele o abandona, não polemiza e segue adiante. Isso traduz-se em um ditado muito interessante: “não importa se o gato é preto ou branco; o que importa é se ele caça, ou não, o rato”. EIS UM POVO SÁBIO …  !!!

 

  • Por que nós, brasileiros, não aprendemos um pouco com os chineses. Por aqui, erramos e erramos, mas continuamos insistindo. E o fazemos em todos os segmentos sociais: economia errada com penalização do consumidor e do consumo; espoliação tributária e fiscal com isenções aos ricos e poderosos; política errada com escolhas desastradas de nossos representantes. SOMOS UM POVO SÁBIO … ???

 

  • Parece que, ao fim da Lava Jato, no Brasil, “não ficará político sobre político”. Opa! Não seria “pedra sobre pedra”?  TANTO FAZ, SE O RESULTADO FOR O MESMO … !!!

 

  • Até agora, somente uma pequena parte do patrimônio público surripiado, melhor, roubado (com todas as letras),  foi recuperado. Pessoalmente, eu não acredito que os delatores (todos eles, sem exceção alguma) disseram tudo o que sabem ou devolveram tudo o que afanaram dos cofres públicos. Está a parecer que a “delação premiada” é mesmo uma premiação e não uma punição. Como diz sempre o âncora Boris Casoy: “isso é uma vergonha” ! VAMOS PASSAR O BRASIL A LIMPO … !!!
  • O “poderoso chefão” da maior das empreiteiras mafiosas, num autêntico deboche, atreveu-se a dizer, em alto e bom som, que sem a sua empresa não teriam sido realizadas no Brasil a Copa do Mundo (2014) e as Olimpíadas (2016). Talvez tenha um pouco de razão. E, teria sido melhor, pois evitaríamos grande parte dessa corrupção desenfreada que cercou e conspurcou os dois eventos. MÁ HORA EM QUE O NOSSO PAÍS APRESENTOU-SE COMO CANDIDATO … !!!

 

  • Mas, “o poderoso chefão” foi retomado na hora por algum desassombrado patrício, que disse na sua fuça:

- “Nem teria havido os 7 a 1” … !!!

  • A par da amargura no futebol e do vexame propiciado pela seleção canarinho, símbolo maior deste País, entendamos a expressão 7 a 1 extensivamente, abrangendo todos os campos da nossa esmaecida e corrompida sociedade tupiniquim. Foram sonhos grandiloquentes, desfocados, desarrazoados e loucos, de uma elite burra e mal-intencionada de um país  ainda de terceiro, quarto ou quinto mundo. Havia, como há, coisas mais importantes a resolver. HÁ … !!!

 

  • E a nova sede da  47ª Subseção da OAB/MG? Quando será oficial e solenemente inaugurada? ESTÁ  DEFINITIVAMENTE PRONTA OU NÃO … ???

 

  • Presidente, vai querer um outro Espaço Jurídico lá na sede nova? Ou não? Tem gente querendo, inclusive em Uberlândia, na biblioteca pública de lá. Santo de casa não faz milagre, é o que dizem e parece-me ser verdade. LIBERE-ME DE UMA VEZ  … !!!

 

  • Pela primeira vez, os Estados Unidos explodiram a sua bomba superpoderosa, que somente perde em potência para um artefato nuclear. Equivale a 10 toneladas, 10.000 quilos, de TNT (dinamite), alcunhada ridiculamente de “a mãe de todas as bombas”. PERFUROU O SOLO, DESTRUIU CAVERNAS, MATOU DEZENAS, ARRASOU 1.000 METROS  NO ENTORNO … !!!

 

  • A Rússia, por sua vez, já se apressou a declarar ao mundo que possui em seu arsenal “o pai de todas as bombas”, 4 vezes mais poderosa do que “a mãe de todas as bombas”. Gente! Parece que teremos agora uma corrida em família: mãe, pai, avós, filhos, filhas,  padrastos, madrastas, enteados, enteadas … MUNDO LOUCO … !!!

 

  • Por aqui, temos a “nossa família de bombas” altamente destrutiva. Os nossos políticos. EM 2018,     BUUUMMM … !!!

 

Nascemos da água e do espírito

 

“Ninguém pode ver o reino de Deus se não nascer de novo”.

                                    Jesus (João, 3. 3)

O Evangelho Segundo o Espiritismo (Cap. 4, Itens 1 a 3)

 

Que recado cheio de esperança Jesus nos trouxe ao responder a Nicodemos, mestre em Israel, à sua pergunta: “como pode um homem nascer sendo velho”? (João, 3. 4)

Jesus explica nitidamente: é preciso nascer de novo, em novo corpo de carne.

Essa passagem nos dá certeza da reencarnação sucessiva – nascer e renascer sempre para podermos atingir o crescimento espiritual.

“O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do espírito é espírito” (João 3. 6). Essa afirmação mostra claramente que para a formação do corpo será preciso a união das sementinhas dos pais, que determinarão todas as suas características: sexo, cor dos olhos, dos cabelos. Assim, o corpo gerado recebe a doação dos pais, mas o espírito não é criado no mesmo instante que o corpo. A ele se ligará o espírito desde o momento da sua concepção.

O espírito já existia e, provavelmente, deve ter tido muitas outras existências. Por isso, Jesus coloca com muita sabedoria: “o espírito sopra onde quer, e tu ouves a sua voz, mas não sabes de onde ele vem, nem para onde ele vai” (João, 3. 8).

Nicodemos não entendeu bem no momento. E Jesus lhe disse: “tu és mestre em Israel e não sabes essas coisas”? (João, 3. 8). “Nós dizemos o que sabemos e damos testemunho do que vimos, e vós, com tudo isso, não recebeis o nosso testemunho” (João, 3. 10-11|).

Com a chegada da Doutrina Espírita, foi mais fácil entender as palavras de Jesus, analisando-as por meio da fé raciocinada.

As perguntas feitas ao Espírito de Verdade trouxeram respostas que levaram os estudiosos a conclusões claras diante dos problemas do mundo.

“Aquele que não nascer da água e do espírito não poder entrar no reino de Deus”.

Ora, é fácil compreender que todo bebê é gerado dentro da proteção de uma bolsa d’água. E, de fato, todo indivíduo tem o seu corpo nascido da água.

O espírito foi criado por Deus, Pai Misericordioso, justo e bom. Portanto, é impossível alguém na Terra poder criar o espírito  — daí a colocação de Jesus.

O Mestre afirma-nos o princípio da preexistência da alma, ensinando-nos que ela existia antes de se ligar ao corpo físico.

Confirma também a pluralidade das existências, segundo a qual o mesmo espírito passa por mais de uma existência, vivida em variados corpos de carne, até conseguir atingir o Reino dos Céus, fruto do merecimento conquistado por meio do trabalho, esforço e valores intelectuais e morais.

 

FONTE: Evangelho no Lar (Para Crianças de 8 a 80 anos) – Do Espírito Meimei, Psicografado pela Médium    Miltes Carvalho Bonna – Petit Editora –  Cap. 17, págs. 57/59.

 

*         Rogério Fernal

Juiz de Direito aposentado. Ex-Professor Universitário de Direito, Advogado militante, Mestre Maçom, conferencista e articulista.

e-mail: rogerio_fernal@hotmail.com

 

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: