Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Direito e Justiça

qui, 15 de dezembro de 2016 05:36

Abertura-direito-e-justica

CURTAS E GROSSAS

VERGONHA !!! VERGONHA !!! VERGONHA !!!

(VALORES APROVADOS PARA O QUADRIÊNIO 2017/2020)

 

  • Prefeito:                             R$ 22.000,00         (vinte e dois mil reais);
  • Vice-Prefeito:                   R$ 14.000,00         (quatorze mil reais);
  • Secretário:                         R$ 11.000,00         (onze mil reais);
  • Vereador:                           R$ 12.000,00         (doze mil reais).

 

            DETALHES ESCABROSOS:

 

  • Sessão da Câmara Municipal realizada em 27.09.2016 (terça-feira).

 

  • Sanção do Prefeito no dia 30.09.2016 (sexta-feira – Correio Oficial).

 

  • Antevéspera das eleições municipais (02.10.2016 – Domingo).

 

  •  Inclusão deliberada, imprevista, ilegal, silenciosa e covarde na pauta.

 

  • Ação legislativa sub-reptícia, dissimulada, hipócrita, infame e de rapina.

 

  • Todos eles, Vereadores e Prefeito, apunhalaram-nos pelas costas.

 

  • O repasse mensal do Poder Executivo para o Poder Legislativo (6% da arrecadação municipal) tem sido de R$ 600.000,00 até R$ 900.000,00, em média. Sobra (ou deveria sobrar) pelo menos a metade desse valor, cuja destinação ninguém sabe qual é, porque não se prestam contas, ou, se as prestam, não são conhecidas, confiáveis e checadas. UM ABUSO !!!

 

  • POVO DE ARAGUARI: vamos às ruas … !!!  Já … !!!

 

 

 

PINGA-FOGO:

*Sem querer denegrir, mas a opinião é exclusivamente minha e vou dá-la. Araguari merece receber — em um local mais apropriado — um parque de diversões que realmente “encha os olhos” em todos os aspectos; segurança inquestionável, beleza externa, diversidade de brinquedos, preços acessíveis e decentes. SÓ PARA NÃO DIZER MAIS … !!!

*A tal “feira da madrugada”, que “invadiu” Araguari (expressão de comerciantes locais) é legal ou ilegal? Tinha todos os laudos necessários ao funcionamento regular e seguro? COM A PALAVRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL e ETC.  … !!! O ETC. É IMPORTANTE … !!!

*Todavia, “nossos comerciantes” ou “lojistas” estão à altura do momento difícil por que passamos? Não basta reclamar. Não basta vociferar. É preciso que façam a sua parte. Será que fazem? Preço bom e competitivo, produtos bons e diversificados, eficiência e rapidez no atendimento, comodidade para os clientes potenciais, incluindo possibilidade de estacionamento e movimentação? SERÁ QUE FAZEM O PRÓPRIO DEVER DE CASA … ??? EU ACHO QUE NÃO… !!!

*Sempre que o STF profere alguma decisão bizarra, o povo logo se apressa para sentenciar: -“a Justiça no Brasil é uma piada”. Nem passa pela cabeça da galera que os outros Juízes – sim, os OUTROS – se contorcem de vergonha com certas decisões da Suprema Corte, e, não se sentem nem um pouco representados por ela.

O que muitos Juízes sentem é que existem duas Justiças no Brasil. E essas Justiças não se misturam uma com a outra. Uma é a dos Juízes por indicação política. A outra é a dos Juízes concursados.

A Justiça do STF e a Justiça de primeiro grau revelam a existência de duas categorias de Juízes que não se misturam. São como água e azeite. São dois mundos completamente isolados um do outro. Um não tem contato nenhum com o outro e um não se assemelha em nada com o outro. Um, muitas vezes, parece atuar contra o outro. Faz declarações contra o outro. E o outro, por muitas vezes, morre de vergonha do um.

(Darei continuidade ao tema em 2017 = Por Ludmila Lins Grilo – Recebi via Whatsapp)

 

 

Reiterando = DJs de 24.11; 1º.12 e 8.12.2016:

 

 

  • Prefeito eleito: devagar com o andor que o santo é de barro …

 

  • Prefeito eleito: o senhor custeou a campanha. Então, mande …

 

  • Prefeito eleito: ai de Araguari com os grupos que o apoiaram…

 

  • Prefeito eleito: em sendo tudo verdade, Deus salve Araguari …

 

—————————

Fé em Deus

Os moradores de uma região, castigada pela seca há vários anos, foram até o padre da paróquia local pedir-lhe que rezasse uma missa especial que trouxesse a chuva de volta.

O padre negou-se a realizar a missa, alegando que nada aconteceria, pois seria necessário que o povo tivesse muita fé em Deus. O religioso foi, então, pressionado pela comunidade. Todos afirmavam que possuíam a fé requerida para que a chuva acontecesse. Muito contrariado, o padre marcou a missa para a manhã seguinte.

Na hora combinada, o povo ocupava todos os lugares da igreja em silêncio. O padre chegou sem dar uma palavra. Atravessando os bancos, foi-se esquivando de cada um dos fiéis. Dirigindo-se ao púlpito, disse:

- Caros irmãos, tomei uma decisão: lamento informar-lhes que não vou rezar a missa, pois agora tenho absoluta certeza de que vocês não têm fé!

Foi aquela agitação na igreja, todos reagindo contra as palavras do padre. O líder da comunidade levantou-se e protestou com veemência:

- Padre, em nome de todos aqui reunidos, permita-me discordar de sua posição. O senhor está enganado, pois todos aqui têm muita fé e acreditam que esta missa vai trazer a chuva.

O padre escutou com atenção, e dirigindo-se aos “fiéis”, perguntou:

- Irmãos, se vocês têm tanta fé, como dizem ter, respondam-me: quem aqui trouxe guarda-chuva?

Os olhares constrangidos dos presentes logo mostraram a realidade do momento: ninguém levara guarda-chuva!

 

                        FONTE :        “As Mais Belas Parábolas de Todos os Tempos”; Vol.III;                                                              Organização: Alexandre Rangel; Editora leitura; 1ª Edição                                                        – 2.005; págs. 92/93”.

 

 

Um Ato de Bondade

Durante a guerra civil americana, o presidente Abraham Lincoln costumava visitar os hospitais e conversar com os soldados feridos. Certa vez, os médicos apontaram um jovem à beira da morte e Lincoln foi ao seu leito.

- Posso fazer alguma coisa por você?  –  o presidente perguntou.

O soldado evidentemente não o reconheceu e, com muito esforço, murmurou:

- Pode escrever uma carta para minha mãe?

Providenciaram papel e caneta, e o rapaz ditou:

Minha querida mãe, fui gravemente ferido no cumprimento do dever. Receio não conseguir me recuperar. Não sofra muito por mim, por favor. Dê um beijo meu em Mary e em John. Deus abençoe você e papai.

Como o soldado estava muito fraco para continuar, Lincoln assinou a carta por ele e acrescentou: -“Escrita para seu filho por Abrahan Lincoln.”

O jovem pediu para ler e ficou estupefato.

- O senhor é mesmo o presidente?  — ele perguntou.

- Sim –  Lincoln respondeu baixinho. E perguntou o que mais poderia fazer por ele.

- Pode segurar minha mão, por favor?  — o soldado perguntou. Para me ajudar a chegar ao fim.

Na enfermaria silenciosa, o esguio presidente segurou a mão do rapaz e lhe disse palavras de carinho e coragem até a morte chegar.

 

 

FONTE:         Você Não Está Só; Vol. II, págs.43/44.

The Best of Bits & Pieces

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: