Sexta-feira, 19 de Abril de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Decoralismo: Madeira e sustentabilidade.

sáb, 23 de maio de 2015 06:16

Abertura-decoralismo

Olá, queridos!

Hoje trarei um pouco do aconchego, da versatilidade e, principalmente, da rusticidade da madeira: material simples, porém nobre, que valoriza a decoração e que trás, de certo modo, uma sofisticação ao ambiente.

.

.

Pensada para a arte de decorar, a madeira deve ser retirada da natureza depois de 60 a 200 anos para realizar bem a sua finalidade. Em tempos de forte preocupação com o meio ambiente e com práticas produtivas sustentáveis, que homem, em sã consciência, se disporia a extrair, de forma brutal, aquele elemento de áreas nas quais deveria ser absolutamente preservado? Afinal de contas, está em jogo aqui a própria perpetuação da espécie humana: algo que, nem mesmo em nome do belo, não se deve, sob nenhuma hipótese, sequer ameaçar.

Não obstante a advertência feita acima, técnicas altamente sustentáveis garantem uma nova forma de reutilizar as mais diversas espécies de madeiras, viabilizando especialmente, a aplicação de material condenado, segundo um principio de máximo aproveitamento no uso decorativo: uma forma particularmente eficaz de aproveitar tudo o que esta maravilha pode oferecer. A madeira assim denominada “de demolição” – aquela rústica, cheia de ranhuras e veios – é atualmente, a bem da verdade, um dos ícones revolucionários do novo décor: muitas vezes proveniente de casarões antigos, fazendas, estações de trens desativadas e outros sítios facilmente localizáveis e, então, disponíveis a quem quer que seja.

Aqui, portanto, fala-se de beleza exótica, de elemento marcado, em sua composição, pelo tempo no qual esteve exposto tanto às intempéries naturais quanto às intervenções humanas: de sol, chuva, vento e variações de temperatura à pintura e ao entalhe, próprios de uma dada época.

No Brasil, a arte da decoração em madeira remonta a um passado longínquo. Exemplos disso – para mim os mais lindos e impressionantes –, são os verdadeiros monumentos barrocos, trabalhados lasca a lasca, e transformados em pura beleza: nada mais emblemático!

Vale a pena apostar no reuso decorativo da madeira. Ela evoca invariavelmente uma experiência luxuosa, sofisticada e também acolhedora. Fazer derivar tantos aspectos maravilhosos de algo antes destinado à inutilidade, parece algo sábio, a ser realizado com carinho e atenção.

1 Comentário

  1. eleusa travaglia dias disse:

    Barbara, gostei muito dessa materia! Concordo em tudo que voce publicou. Parabéns!

Deixe seu comentário: